domingo, 24 de julho de 2011

Carros de História: Renault Scénic

A Renault queria entrar num segmento novo, mais compacto, mas que mantivesse a formúla Renault. Depois de estudos, se baseando no Scénic Concept, de 1991, a Renault enfim chegou a uma conclusão: um carro na plataforma do Mégane I (1999) mas com um formato similar ao conceito de 1991. Eis o Mégane Scénic, em 1996, mistura do compacto com o conceito.
Carro-conceito de 1991.
Lembra alguma coisa, né? O carro mais feio do mundo escolhido por você!
Um banco pra Ásia e outro pra Europa.
Em 1998, chegou a primeira concorrente: A enorme Xsara Picasso, e o Chevrolet Zafira, de 2001. A Scénic virou nacional em 1998, com uma fábrica no Paraná. Era um bom carro: tinha bom espaço interno, acabamento simples, estilo agradável e bom porta-malas.

Em 2000, chegou a Scénic renovada, essa aí de baixo. E com uma novidade: não tinha mais o nome Mégane, era apenas Scénic.
A nova Scénic agradou...
...mas manteu a fórmula do Mégane Scénic.
Junto com o Mégane hatch, a Scénic passou por um facelift menor frontal em 1999 e os novos motores de 16 válvulas introduzido. A partir do momento desta reestilização, tornou-se oficialmente conhecido como o Renault Scénic, enquanto o pequeno emblema "Mégane" desapareceu na porta traseira. Saiu de linha aqui em julho de 2010.
O Scénic RX4 era um Renault à la Fiat Adventure. Tinha até a cor igual.
Estepe fazia muita diferença.
A Renault desenvolveu um derivado 4WD do Scénic original, o Scénic RX4, de 2000. Apresentando um diferencial central controlado eletronicamente e desenhado por especialistas austríacos, mostrando uma demanda 4WD. A Renault reprojetou totalmente a suspensão traseira e fortaleceu a frente. A suspensão traseira redesenhada ocuparam o espaço necessário para a roda sobressaliente. O RX4 roda com maior curso da suspensão aumentada e rodas maiores. Enquanto essas mudanças desde um chassi robusto, o RX4  foi retido por um alcance de transmissão e um motor único, o 2.0 do Mégane, com torque low-end limitado. A produção do RX4 parou em 2003.
Em 2003, eis o Scénic II...
...totalmente renovado...
...e com novo espaço interno.
Sketch do Scénic II.
Pouco depois do lançamento do Mégane II, o novo Scénic foi lançado. Foi lançado também um sete lugares chamado de Grand Scénic, com uma maior distância entre eixos e balanço traseiro, que tem dois pequenos assentos ao tamanho das crianças na área de bagagens ampliada. Tal como acontece com o Mégane, o novo carro da Renault empregava novas dicas de estilo corporativo e grande parte da tecnologia de outros modelos, como o freio de estacionamento automático em algumas versões. Foi mostrado no Salão de Genebra de 2003.
A Renault reviveu o Scénic RX4...
...mas o batizou de Scénic Conquest (e sem o estepe).
Em exibição pela primeira vez em 2007 no Salão de Genebra, o Scénic Conquest é um carro projetado com atividades de lazer e ao ar livre em mente. Seu estilo arrojado se assemelha ao de um off-road. Seu chassi foi adaptado para atender a uma ampla gama de condições - tem pneus mais largos do que uma Scénic padrão e a suspensão foi reforçada. A Scénic Conquest foi disponível com duas motorizações, o 2.0 16V a gasolina de 135 cv e 130 cv à diesel no 1.9 dCi (disponível com e sem filtro de partículas). Ele apresenta um alto nível de equipamentos Standard, incluindo sensores de estacionamento traseiros de proximidade, rodas de liga leve, ESP e barras de tejadilho longitudinais. Construído na fábrica da Renault Douai, o Conquest chegou às lojas em junho de 2007 (França), com preço a partir de € 24.550 a € 27.200. Havia uma cor exclusiva também, a Laranja Cayenne.
A gama Renault Scenic apresentava uma série de evoluções de estilo do modelo exterior. De recurso aprimorado, todas as versões, exceto o Conquest foram equipados com cetim-cromo, puxadores e porta-grelha, além de máscara-negra na parte inferior dos faróis (em 2007).

As versões Latitude, Carminat, e Jade ganharam um tom bege claro para os estofos, enquanto os níveis de equipamento Emotion, Exception, e Conquest eram entregues com uma guarnição de carvão escuro interior.
A Scénic III nasceu em 2009.
É bem bonita.
E moderna.
O novo Renault Scénic mostrava uma nova abordagem para o segmento de monovolumes compactos. Graças às suas formas compactas, linhas tensas, luzes traseiras, que se inspiraram no Renault Mégane Coupé, a Scénic é uma sensação de dinamismo desportivo mais prontamente associado com o mundo dos carros compactos.
O estilo do Renault Scenic apresenta uma mistura de líquido e linhas tensas. Seu apelo dinâmico é sublinhado por sua grade de três partes que, como o do Renault Mégane Coupé, é baseado em uma central de entrada de ar incorporando uma barra inteligente preta, ladeada por duas colheres escolhido por guarnição de cetim com acabamento cromado. As linhas dessas colheres fazem transitar os faróis para dar personalidade ao Renault Scénic. A linha chamativa sob os faróis continua na forma da linha de caráter que varre para trás para enfatizar ainda mais o estilo visual dinâmico, um sentimento que é reforçado pelo teto e mergulhando abruptamente pelo vidro traseiro. As duas partes 'boomerang' em forma de luzes traseiras são semelhantes aos da nova Renault Grand Scénic. No entanto, em vez de varrer a frente, eles são viradas para o porta-malas, um detalhe que é exclusivo para a nova Renault Scénic.
A Grand Scénic seguia o objetivo do Scénic II...
...ter espaço para sete passageiros.
Após o lançamento do Novo Mégane Renault Hatch e Mégane Coupé, a Renault ampliou ainda mais o line-up Mégane na Primavera de 2010 com a introdução do Novo Renault Grand Scénic, depois do lançamento do Novo Renault Scénic.

Com base no sucesso da Scénic I e II e lucrando com sua experiência inigualável quando se trata de minivan compacta, o espaço da cabine e o conforto de viajar, a Renault estava pronta para renovar o modelo no segmento de monovolumes compactos da definição de normas com o lançamento do New Grand Scénic (cinco e sete lugares) e o Novo Scénic (cinco lugares).


O novo Renault Scénic e o novo Renault Grand Scénic, ambos apresentam um estilo dinâmico e distintivo, enquanto seu interior espaçoso, e o conforto relacionados com compromissos, soluções de arrumação e equipamentos de alta tecnologia estão destinados a estabelecer novos padrões em sua categoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...