domingo, 3 de abril de 2011

Carros de História: Chevrolet Celta / Prisma

Em janeiro de 2001, foi lançado o hatch Celta, usando a plataforma do Corsa B.
O carro adotou o formato "bolinha" para brigar com Gol e Palio.
O primeiro ano de vendas do Chevrolet Celta no Brasil marcou o lançamento do carro de maior sucesso na história de 76 anos da Chevy. Um total de 81.628 Celta foram vendidos durante os seus primeiros 12 meses no mercado, as maiores vendas no primeiro ano já marcada no registro da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).
O maior valor mensal foi alcançado em agosto, com 10.025 Celtas vendidos. As vendas do Celta durante o mês de agosto representaram 31,2% do total de vendas da GMB. Quase 80% dos 10.025 Celtas vendidos em agosto, foram adquiridos através do site celta.com.br.
Quando o Chevrolet Celta foi lançado em setembro de 2000, a GM tinha se preparado para inovar em muitas áreas do negócio. Desde a concepção do veículo e o desenvolvimento em conjunto com parceiros fornecedores que se juntaram a GM no Complexo Automobilístico
de Gravataí, ao alto volume de modelo de Internet em primeiro lugar de vendas a ser implementado no mundo automotivo - a cada elemento fundamental do lançamento do Chevrolet Celta é vinculada inovação agressiva pretende chegar a níveis sem precedentes de satisfação do cliente.
"O grau de inovação inerente em todos os aspectos principais do lançamento do Chevrolet Celta fez um empreendimento arriscado. Nós fomos cautelosamente animados com o projeto... Mas depois de ver o nosso trabalho por trás das cenas em recordes de vendas, o nível de adrenalina é alta e nossa equipe está canalizando todas as energias em direção a outros projectos ambiciosos", disse Walter Wieland, ex-presidente da GM do Brasil e vice-presidente da GM na América Latina, África e Oriente Médio.
Os números do primeiro ano de vendas do Chevrolet Celta são ligeiramente superiores aos do grande sucesso do Chevrolet Corsa, que inaugurou o segmento de mais rápido crescimento do setor automotivo no Brasil, o "compacto" do segmento de carros com motor 1.0. O fato de o Chevrolet Celta ter sido lançado em um segmento de maior e mais feroz inundação com novas entradas de concorrentes de todo o mundo reforça o seu apelo.
Entre janeiro e agosto de 2001, a GM do Brasil vendeu 150.329 veículos subcompactos, um aumento de 48% sobre o mesmo período em 2000.


A primeira geração do Celta foi oferecida nas motorizações 1.0 MPFI (60 cv), que foi substituído pelo 1.0 VHC (70 cv), 1.4L (85 cv), e o VHC FlexPower (70 cv a gasolina ou álcool).
Em 2006, o Celta ganhou a segunda geração...
...Que mudou os faróis dianteiros, painel e emblema Chevrolet, que ganhou um toque dourado.
Painel mudou pouco em relação à 1ª geração.

Em 2006, foi lançada a 2ª geração do Celta, que se baseava na terceira geração do Vectra. Com a vinda da nova geração, foi tirada de linha a motorização 1.4 de 85 cv. Em 2008, a Chevrolet lançou a nova versão, e tirou de linha também o 1.0 VHC e colocou em seu lugar o 1.0 VHCE (o que significa ecológico, econômico e energético), que entrega 77 cv à gasolina e 78 cv à álcool, o que levava a fazer de 0 a 100 km/h em 15 s. 
Com a vinda da nova geração, vinha também a versão sedã do Celta, chamada de Prisma.
O painel era igual ao do Celta hatch.
Hoje, ele já é o sedã mais vendido da GM no Brasil.
Em 2006, também veio a versão sedã do Celta, chamada de Prisma. O carro tinha as opções de motorização 1.4 FlexPower (87 cv), de 2006 até 2008, quando passou a ter 95 cv. Em 2009, foi lançado o Prisma 1.0 VHCE, na tentativa de substituir o velho Corsa Classic.

O visual do carro é apontado pelo próprio presidente da Chevrolet no Brasil, Ray Young, como semelhante ao do Vectra brasileiro, o que fez o Prisma ser apelidado de "Mini Vectra".
Outra característica "herdada" do modelo maior foi a forma de divulgação do modelo, realizada em partes pela montadora, que primeiro divulgou seu nome, depois alguns esboços do veículo, seus traços finais, seu motor e, enfim, suas fotos à imprensa.
Na virada de março para fevereiro, o Celta recebeu um facelift...
...deixando o mais esportivo, com o novo visual Chevrolet...
... e com um painel mais moderno.
No fim de fevereriro para o começo de março, o Celta recebeu um facelift, deixando o com o novo visual Chevrolet. As antigas versões Life e Spirit foram substituídas pelas nomenclaturas LS e LT. O Celta continuou com as versões 1.0 VHCE, enquanto o Prisma continuou com o 1.0 VHCE e 1.4 Econo.Flex.
O Prisma ficou com visual mais parecido com os novos Malibu e Captiva.
O painel tem poucas diferenças, comparado ao do Celta.
O Prisma ganhou um friso na tampa do porta-malas, para descontrair a falta do aro cromado em volta da gravatinha.
Saiba mais sobre os novos Celta e Prisma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...