domingo, 20 de março de 2011

Carros de História: Fiat Uno

Em 1983, foi lançado o novo mundial da Fiat, o Fiat Uno, derivado do Fiat Panda

O carro adotava o novo formato Fiat da época, o "quadradão"

A primeira cidade em que o Uno botou seus pés (ou melhor, as rodas), foi a cidade de Cabo Canaveral, no centro da Flórida.
A primeira geração do Fiat Uno seguia o segmento dos supermini, e. foi lançado em todo o planeta. O Uno começou a produção em 1983, e permanece em produção em todo o mundo até hoje, apesar de ter encerrado a produção na Itália, em 1995, dando lugar ao irmão quase igual Panda.
O Uno foi lançado em 1983 para substituir o Fiat 147, que já estava envelhecido. Desenhado pelo estúdio ItalDesign Giugiaro, o seu corpo alto e quadrado e um baixo coeficiente aerodinâmico, o Uno ganhou muitos elogios para o espaço interior e economia de combustível. Foi eleito o "Carro do Ano em 1984 por uma margem pequena sobre o Peugeot 205 (seu principal concorrente) e a Geração 2 do Golf (lá na Europa). Inicialmente, o Uno foi oferecido com as motorizações a gasolina, bem como um motor diesel 1.0, 1.3 e 1.4. O Uno estava disponível como um hatchback de 3 ou 5 portas.


Foi lançado, em 1985, o Uno Turbo, com a marcante cor Amarelo Modena.

Outra versão, lançado mais tarde, era o Uno Turbo i.e. Com spoiler e cores vermelho e preto.
A partir de 1985, o novo 1.0 totalmente integrado ficou mais robotizado com o motor Fire, o que deu um melhor desempenho e economia. Também em 1985, o hatch ganhou uma versão Turbo, com um turbo IHI derivado do Ritmo, com motor 1.4 oferecido inicialmente com 105 cv.
Um pequeno facelift dianterio chegou ao Uno, em 1989
Uno passeando em Cabo Canaveral


Em setembro de 1989, o Uno recebeu um facelift leve, que viu as revisões para a carroceria. O interior também foi revisto. Neste momento, o motor italiano 1.1, já velho, foi substituído por uma versão quente, deriavdo do Tipo, que substituiu o motor 1.4  deriavdo do Fiat Ritmo derivados do 1.3, que substituiu os motores topo-de-linha do Uno Fire e Turbo. O Uno Turbo i.e. também foi reestilizado, e ficou vermelho (na foto já vista antes), e atualizado com uma turbina Garret T2, e uma injeção eletrônica Bosch LH. A produção do Uno parou na Itália, em 1995, com vendas em toda a Europa Ocidental. Mais de 6 milhões de Unos foram vendidos na Europa. O substituto do Uno na Europa foi o Fiat Punto, que havia sido lançado no início de 1994.
Em 1985, foi lançado o Fiat Uno Sedan, conhecido no mundo todo como o Fiat Prêmio/Duna
Poucos meses depois, doi lançada a Uno Weekend, ou Elba como preferir

E em 1987, o Uno pick-up, chamado de Fiorino, para completar a família Uno

Após a produção do Uno ser encerrada na Europa Ocidental, o Uno continuou a ser fabricado e vendido em muitas outras regiões. Na África do Sul, o Uno foi montado sob licença da Nissan, que comercializava como o Uno até 2005. Produção na fábrica da Fiat na Polônia durou até 2002.  
O carro ainda é vendido aqui no Brasil, onde uma versão sedan chamada de Prêmio/Duna e uma perua chamada Elba também estavam disponíveis. Atualmente, o carro é vendido como Fiat Mille, um modelo de entrada, e recebeu o facelift mais recente no ano de 2004. A linha 2005 do Mille aqui, recebeu um sistema Flex Fuel, permitindo que o carro podia utilizar etanol ou gasolina como combustível. Mais existe também a versão equipada para estradas não pavimentadas, chamada de Mille Way, que inclui uma suspensão mais resistente, rodas maiores eproteções laterais. O Uno também é montado em forma de CKD no Paquistão e, recentemente, elevou o Brasil que construiu o Novo Uno, que foi exportado para a África do Sul recentemente, e que já atingiu a marca de 8 milhões de Novos Uno produzidos.
Em 2004, o Uno ganhou um facelift, e ganhou o nome de Mille.
O Mille ganhou também a versão Way, que é usada pra estradas não pavimentadas.
Em 2004, o Uno recebeu um facelift e, ganhou também, a versão Way. O Uno continuava com o visual quadrado e, contém motores 1.0 Fire, 1.0 Way, 1.4 Fire e 1.4 Way. Também foi lançado o Uno Furção, versão pequena da Fiorino, que só existe com essa versão do Uno.
Em maio de 2010, foi lançado o Novo Uno, que adota o visual "quadrado arredondado", e vem nas versões Attractive, Vivace e Way.

Uno Vivace: versão de entrada do Uno.

Uno Way: versão aventurerira, para concorrer com o Gol Rallye.

Motor 1.4 Fire EVO do Novo Uno

Marca registrada desse Novo Uno, as três entradas de ar, ao lado do faról direito

Painel do Novo Uno.
O novo Fiat Uno, um modelo arrojado de conceitos e linhas, veio a redefinir o segmento de carros compactos. É simplesmente único. One. Unique. Singular. Individual. É assim que o dicionário define a palavra "Uno". E é assim que o novo carro da Fiat é.

O novo Fiat Uno vem com todos os atributos que lhe farão uma nova história de sucesso. Além do novo conceito e as linhas arrojadas, ele permite um nível com personalização no nosso mercado brasileiro. Um novo ícone no segmento. Com inúmeras opções de fábrica e concessionárias, o cliente pode personalizar o carro ao seu gosto, com os itens opcionais e acessórios, transformando o Novo Uno em uma extensão de sua individualidade própria.

No entanto, por trás do visual inovador, há também uma máquina bem-definida. Ele marca a estréia de dois novos motores - 1.0 Fire e 1.4 Fire EVO, ambos Flex - que incorporam tecnologias modernas para garantir um excelente desempenho com economia de combustível e baixo nível de emissões.

Para formular o conceito do novo modelo e atingir as suas surpreendentes formas, os designers do Centro de Estilo Fiat da América Latina e do Centro de Estilo da Fiat da Itália não conseguiram adivinhar o que o consumidor queria. Pelo contrário - o primeiro que falou com o cliente e, só então, eles começaram a criar o carro. A comunicação aberta foi adaptada em todo o desenvolvimento, até as clínicas do produto com o tamanho real e os modelos de estilo internos e externos. Dessa forma, não havia espaço para erros.
Esse aí é o Uno Sporting, versão esportiva com motor 1.4 do Uno.
Em janeiro desse ano, foi lançado o Uno Sporting, um carro que tem motores 1.0 e 1.4. O carro é uma versão esportiva do Uno, ainda mais esportiva que o Uno Way. O carro vem nas cores Preto vesúvio, Amarelo Indianápolis, Laranja Nemo, Branco Banchisa e Vermelho Alpine.
Este é o Uno conversível, ou Uno Cabrio
Em 2010, no Salão de São Paulo, foi lançado o Uno Concept Cabrio, versão conversível e, ao mesmo tempo esportiva. Há pouco tempo, o Uno barrou o Gol e, ganhou o título de carro mais vendido da primeira quinzena de fevereiro. Mas, isso ainda não está decidido, o Gol segue firme na luta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...