segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Genebra 2011: FF, A Ferrari polêmica

Faróis da FF lembram a do esportivo 458 Italia.

“Se a Porsche lançou um SUV, nós também temos o direito de inovar”. Provavelmente foi este o pensamento da Ferrari ao desenvolver a FF (Ferrari Four), carro-conceito que deve causar polêmica no Salão de Genebra (do dia 3 a 13 de março).

O carro surpreende pela configuração um tanto esquisito entre os modelos da Ferrari. Trata-se de um cupê de quatro lugares, mas com formas que lembram um hatchback (ou até mesmo um crossover, SUV). Na Europa, esta configuração é chamada de shooting brake.

A -FF- foi desenhada pelo estúdio Pininfarina (muito conhecido em carros Ferrari) e herdou traços de outros veículos da marca, como a 458 Italia (faróis quase que idênticos). O carro é o primeiro equipado com tração integral nas quatro rodas, batizada de 4RM (pronúncia-se FourRáiMi, ou Four Rai Me). Segundo a empresa de Maranello, os engenheiros italianos projetaram a FF, que significa Ferrari Four, de modo a ter uma distribuição de peso praticamente ideal, com 53% do peso total sobre o eixo dianteiro.

O veículo é equipado com um motor 6.2 com injeção direta de combustível, que entrega 660 cv a quase 8000 rpm. De acordo com a Ferrari, a FF acelera de 0 a 100 km/h em quase 4 segundos. A velocidade máxima não foi divulgada pela Ferrari. O conceito conta ainda com a transmissão sequencial de sete velocidades, com trocas por meio de borboletas e tecnologia vinda das pistas de Formula 1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...