segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Genebra 2011: Murciélago? Não! Eu sou Aventador!

Este é o Aventador (oficial), o sucessor do Murciélago.

Huh! Design bem exótico.

O carro parece ser mais futurista que o irmão Reventón.


Este é o "tal" motor LP700-4
Existe um seleto grupo de carros que conseguem impressionar até quando estão parados. Este clã acaba de ganhar um novo membro, ele se chama Aventador LP700-4, que parece ter sido concebido para superar a Gallardo (the baby Lamborghini) em todos os quesitos.

Equipado com um motor 6.5 V12 de quase 700 cv, o Aventador tem um torque máximo de espantosos 70,40 mkgf. Os dados de desempenho comprovam o poder da nova máquina da Lamborghini: a aceleração de 0 a 100 km/h leva apenas 3 segundos e a velocidade máxima é de 350 km/h.

O LP700-4 pesa 1.575 quilos, em parte graças ao cockpit com estrutura feita de um polímero reforçado com fibra de carbono. Outro componente que merece destaque é a transmissão de sete velocidades, que garante trocas de marcha em apenas 50 milissegundos.

Como a aparência também conta pontos valiosos, a Lamborghini caprichou na hora de projetar seu novo touro. A dianteira lembra muito o conceito Reventón, com formas que remetem aos caças. Os faróis tem formato triangular e, na lateral, as vistosas tomadas de ar garantem a refrigeração do motor. Visto de trás, o Aventador impressiona pelas quatro ponteiras de escape agrupadas em uma única peça e também pelas lanternas com elementos em forma de um “Y” deitado.

O interior se destaca pela grande quantidade de comandos agrupados no console central. A cabine pode receber acabamento em dois tons, com couro Alcantara revestindo os bancos tipo concha e os painéis das portas. Os primeiros felizardos vão receber seus carros entre o fim do primeiro semestre e o início do segundo semestre. Na Europa, o Aventador tem um preço sugerido de 255 mil euros.

Confira também:
Lamborghini Aventador é revelado por revista croata.
Mais uma foto do novo touro da Lambo vaza na web.

Genebra 2011: FF, A Ferrari polêmica

Faróis da FF lembram a do esportivo 458 Italia.

“Se a Porsche lançou um SUV, nós também temos o direito de inovar”. Provavelmente foi este o pensamento da Ferrari ao desenvolver a FF (Ferrari Four), carro-conceito que deve causar polêmica no Salão de Genebra (do dia 3 a 13 de março).

O carro surpreende pela configuração um tanto esquisito entre os modelos da Ferrari. Trata-se de um cupê de quatro lugares, mas com formas que lembram um hatchback (ou até mesmo um crossover, SUV). Na Europa, esta configuração é chamada de shooting brake.

A -FF- foi desenhada pelo estúdio Pininfarina (muito conhecido em carros Ferrari) e herdou traços de outros veículos da marca, como a 458 Italia (faróis quase que idênticos). O carro é o primeiro equipado com tração integral nas quatro rodas, batizada de 4RM (pronúncia-se FourRáiMi, ou Four Rai Me). Segundo a empresa de Maranello, os engenheiros italianos projetaram a FF, que significa Ferrari Four, de modo a ter uma distribuição de peso praticamente ideal, com 53% do peso total sobre o eixo dianteiro.

O veículo é equipado com um motor 6.2 com injeção direta de combustível, que entrega 660 cv a quase 8000 rpm. De acordo com a Ferrari, a FF acelera de 0 a 100 km/h em quase 4 segundos. A velocidade máxima não foi divulgada pela Ferrari. O conceito conta ainda com a transmissão sequencial de sete velocidades, com trocas por meio de borboletas e tecnologia vinda das pistas de Formula 1.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Carros de História: Dodge/Chrysler Grand Caravan



Dodge Caravan e/ou Grand Caravan são minivans fabricadas pela DaimlerChrysler (que foram vendidas pela Chrysler até 1998). Eles começaram a ser produzidos em 1983, como modelo 1984, juntamente com a irmã Plymouth Voyager (hoje chamada Chrysler Voyager). A primeira das minivans modernas, as minivans da Chrysler são creditados com a criação do segmento de mercado inteiro para estes veículos. Os gêmeos Chrysler, foram lançados alguns meses antes da Renault Espace (o primeiro monovolume/minivan na Europa, primeiro propôs aos executivos como a marca Talbot em 1979, mas não lançado até 1984), tornando-se o primeiro de sua categoria, eles não oferecem a versatilidade interior (individual, bancos rebatíveis que podem ser usados como tabelas ou totalmente removidos) do Espace (primeira geração) até as gerações subseqüentes.

Desde sua introdução, as minivans Chrysler foram best-seller nos Estados Unidos.

Produzido em novembro de 1983 como linha 1984, a primeira minivan de todos os tempos, a Dodge Caravan foi baseada na plataforma S Chrysler, um derivado da plataforma estendida K Chrysler. Para o ano de 1987, uma maior distância entre-eixos foi introduzido, que começou a ser chamado de Grand Caravan. Foi ainda com base na plataforma S Chrysler.

A primeira geração da Caravan usou a plataforma S, que estava intimamente relacionado com o K-cars, o Plymouth Reliant havia três níveis de acabamento sobre a primeira geração Caravan, com base, SE e LE, as versões luxuosas. A Caravan foi listada na revista Car and Driver, como um dos Ten Best de 1985. Ambos tinham uma transmissão de três velocidades chamada de "TorqueFlite" automática e/ou manual de cinco velocidades estavam disponíveis com os motores de quatro cilindros, incluindo o motor turbo 2.5L (esta foi uma rara combinação). Uma versão cargueira do Caravan, chamada de Mini Ram Van, também foi produzida em 1984. Ele foi rebatizado como C/V Caravan, em 1989, e foi interrompida após 1995. Entre 1989 a 1990 modelos turbo eram muito procurados por colecionadores.


Em 1996, a Grand Caravan recebeu sua segunda geração, e começou a ser produzida somente pela Dodge.


Ao longo dos anos, alguns facelifts chegavam.

O facelift de 1996 utilizou a plataforma NS Chrysler e incluiu uma porta deslizante do lado do motorista, uma primeira vez para a Chrysler, toda a movimentação da roda foi reintroduzida em 1997. A Caravan foi capa da revista Motor Trend Car, do Ano de 1996. A Caravan também esteve em revista Car and Driver novamente no Top Ten de 1996 e 1997.
Assim foi o painel da Caravan, em 1996.

Os modelos básicos da Caravan foram oferecidas na maioria dos países com um motor 2.4L de quatro cilindros ou 3.0 litros V6 da Mitsubishi, exceto em vários estados do Nordeste, onde o V6 da Mitsubishi não cumpria as normas de emissões. Nestas localidades, o motor 3.3L foi oferecido com a opção V6 de 1997 até 2000. A transmissão manual, nunca foi popular na Caravan, que alguns meses depois foi descartado. O motor 2.4L de quatro cilindros produziu mais poder do que a Mitsubishi com seu 3.0, nas duas primeiras gerações.
Esta foi a versão ES, de 2001.

Os assentos dobráveis da segunda e da terceira fileira, receberam um sistema "Stow'Go", disponível apenas no Grand Caravan, foram produzidos até 2005. O modelo 2001 era ligeiramente diferente da geração anterior, exceto para o interior, que ganhou uma armação de corpo maior, os faróis mais largos, lanternas traseiras invertidas, e alguns pequenos ajustes mecânicos.

A nova minivan ficou muito maior do que antes, com mais espaço de carga, e é provavelmente maior do que o atual Durango.

Em 2004, a programação da minivan modelo 2005 teve alterações, incluindo uma grade revisada, fáscia foglight, e novos assentos traseiros. O centro de informações foi deslocado de trás do calibres para o console aéreo, além do sistema Stow'Go.

A Mitsubishi 3.0L V6, que já não cumpria as normas de emissões na Califórnia e no nordeste os EUA, foi retirado da linha de motores em 2001. O 3.5L V6 também foi planejado para uma introdução no meio do ano de 2001, mas isto nunca chegou a acontecer.

O Caravan C / V também voltou à ser produzida em 2003, depois de ter sido descontinuado em 1995. A opção C / V possui janelas laterais e bancos traseiros excluídos (opcional) entre outras características.

Em 2008, a Grand Caravan recebeu uma nova geração, chamada de "all-new Grand Caravan".

Em 2009, no Brasil, a Grand Caravan começou a ser chamada de Town & Country.


A novíssima Grand Caravan 2008, mais uma vez teve que provar que tem os ingredientes certos para ser um dos melhores veículos para transportar pessoas e carga. Com 35 novos e aprimorados recursos, a Grand Caravan 2008 e Chrysler Town & Country não são apenas veículos práticos, eles também têm a mistura certa para ser quartos familiares "sobre rodas", com algo para todos os gostos.
"O novo Chrysler Town & Country e Dodge Grand Caravan 2008 continuaram com a receita da minivan oferecendo uma aparência totalmente nova e contemporânea, cinco modelos diferentes, três lugares distintos com sistemas de armazenamento, sistemas de entretenimento inigualável e a segurança que você espera e merece, ", disse George Murphy, Vice Presidente Sênior - Marketing do Grupo Chrysler. "Você pode adicionar três opções de motorização, inteligentes características de interior e funcionalidade líder da indústria, e você tem uma receita que vai ser a favorita de toda a família.
O mais novo ingrediente para o assento da família funcional é o sistema giratório totalmente novo "Go ™" e sistema de assentos. O sistema de assentos Swivel'n Go oferece assentos da segunda fila que rodam 180ºC para enfrentar a terceira fila com uma mesa removível que se instala entre as duas linhas, caixas de armazenamento cobertas no chão da segunda fileira, e a terceira fileira que descobriu armazenamento e dobre-no chão dos assentos da terceira fileira. o sistema Swivel 'n Go oferece também uma disposição do primeiro assento de criança integrado na cadeira da segunda fileira e uma minivan com disposição exclusiva de um toque de poder para dobrar o assento da terceira fileira de banco.
"Os engenheiros do Grupo Chrysler viraram o jogo em sistemas de banco tradicional para chegar a uma tecnologia que permite que as famílias tenham mais escolhas de como passar seu tempo enquanto viajam", disse Larry Lyons, vice-presidente - do Grupo Chrysler . "Com o Swivel 'n Go, os passageiros da segunda e da terceira fileira podem enfrentar uns aos outros para ter uma conversa, jogar jogos ou fazer uma refeição em qualquer lugar."

Nesse ano, foi lançada a versao R/T para a Grand Caravan.





A Dodge continua com sua ofensiva de novos produtos com o novo Grand Caravan 2011, uma minivan com dinâmica de condução de um sedã de alto desempenho - e um pouco de atitude.
"No rodeio, acreditamos que só porque um motorista precisa da versatilidade de uma minivan, não significa que a experiência tem de ser chato", disse Ralph Gilles, presidente e CEO - Dodge Brand, e da Chrysler Group LLC. "Nossos engenheiros redesenharam praticamente todos os sistemas de suspensão, do novo Grand Caravan. Essa revisão, que tem uma suspensão que combina com um novo motor V6, que oferece potência melhor em sua classe, que dá aos motoristas da Grand Caravan uma experiência dinâmica de condução que outras minivans no segmento simplesmente não entregam. Nós encorajamos você a ficar atrás  do volante, e desfrutar de uma experiência de condução uma vez que nunca pensou ser possível num veículo desse tipo funcional. "
A Grand Caravan 2011 estará disponível em quatro configurações que deve combinar com qualquer estilo de vida: o Express, Mainstreet, Crew, e chegando na primavera de 2011, a Dodge Grand Caravan R / T.
O NOVO MOTOR PENTASTAR V6
No coração do Grand Caravan 2011 é uma motorização completamente nova. O novo motor 3.6L V6 Pentastar é acoplado a um smooth-shifting com transmissão automática de seis velocidades. Esta combinação potente substitui todos os três motores da minivan anterior. Longe vão os 3.3L, 3.8L e 4.0L V6, todos substituídos por um motor de alta tecnologia, alta performance e altamente responsiva que atinge o ponto ideal entre potência e eficiência.

Todas as gerações da Caravan, de 1984 a 2011.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Mais uma foto do Aventador vaza na web

Você já viu outra foto do Aventador aqui no CoMdC!
O Aventador é, sem dúvidas, a novidade mais aguardada do Salão de Genebra. Depois de tanta expectativa, a primeira foto do superesportivo acabou caindo na Internet, e foi prontamente divulgada pela maioria dos sites de todo o mundo. Agora, uma nova imagem está sendo mostrada a rede mundial de computadores, para delírio dos apaixonados por carros esportivos.

A foto aparentemente escaneada de uma revista mostra o novo LP700-4 Aventador de perfil (de lado). É possível ver que o esportivo se destaca pelo design agressivo, com linhas e traços de um grande Lamborghini.

O superesportivo será equipado com um motor 6.5 V12, que tem 700 cv e torque máximo de 62 mkgf. A transmissão de sete velocidades mostra o sincronizador duplo, além do sistema de tração integral. De acordo com a montadora, a aceleração no 0 / 100 km/h é realizado em 3 segundos e a velocidade máxima é de 350 km/h.

O Aventador é a continuação da família mais tradicional da Lamborghini:  Miura > Countach > Diablo > Murciélago > Aventador

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Revelada foto do Aventador! Montagem ou Realidade?

Será mesmo o Novo Aventador LP700-4?
A Lamborghini tentou fazer uma novela de suspense em torno de sua nova máquina, conhecida como LP 700-4 (ou Aventador).

O que a Lambo não esperava era que uma imagem extraída da revista croata Evo Magazine fosse cair na Internet às vésperas do Salão de Genebra.

Por ironia, a imagem surgiu poucas horas após a Lamborghini ter divulgado mais um teaser do Aventador, desta vez mostrando o chassi do esportivo. A foto escaneada da publicação mostra a frente do superesportivo, que lembra alguns modelos da marca, mais perto do belo conceito Reventón.

O Aventador terá um motor 6.5 V12 que entrega 700 cv e torque máximo de 62 mkgf. A transmissão tem sete velocidades e um sincronizador duplo, além do sistema de tração integral. A aceleração de 0 a 100 km/h é realizada em 3,0 segundos e atinge a velocidade máxima de 350 km/h. A carroceria vem com uma célula de sobrevivência feita totalmente de fibra de carbono, que pesa quase 148 kg.

Para quem não sabe, o Aventador é o sucessor do Murciélago, que parou de ser produzido após a 4099ª unidade.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Comparativo: Sedãs Médios/Premium - Conheça os nove carros!

FIAT LINEA: para alguns uma farsa, mas para outros um carrão! O Linea é o único sedã grande da Fiat no Brasil, por isso, escolhemos ele.
KIA CERATO SEDAN: O carro deve ganhar mais um integrante na família ainda esse ano. O carro ganhou a pouco tempo a versão de 6 marchas. Ganharia esse comparativo?
CHEVROLET VECTRA: Sai ou não sai de linha? Com a vinda do GSV esse ano, será que o Vectra sairá de linha despercebido? Mas o que importa agora é o nosso comparativo!
RENAULT FLUENCE: Sepultou o Mégane e ainda vem repleto de tecnologia! A Renault agora quer ganhar o comparativo sozinha, sem Fiat do lado!
HONDA CIVIC: Preste a ganhar uma nova geração em março/abril, o Civic continua buscando vingança sobre o Corolla.
VOLKSWAGEN JETTA: O carro deve começar a ser vendido em março, mas nós já o selecionamos para este comparativo.
FORD NEW FIESTA SEDAN:  O sedã da Ford já consegue derrotar o Honda City! Mas será que consegue derrotar os outros oito bravos guerreiros?
TOYOTA COROLLA: Não tem como fazer um comparativo sem ter o líder de vendas no segmento, não? O Corolla foi eleito o carro do ano 2010 pelos nossos internautas (pela versão 1.8 GLi). Assim como o Civic, está prestes a ganhar um facelift.
PEUGEOT 408 SEDAN: O sucessor do 307 Sedan vem para brigar cara a cara com o Fluence. O carro foi apresntado no Salão de SP, em 2010.
Esses são os carros que disputam o seu voto como o melhor sedã médio (ou Premium). Chegou a hora de votar!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Resultado do comparativo: Hatches pequenos

Olá pessoal! Já saiu o resultado de nosso comparativo de hatches pequenos (compactos, ou 1.0). Antes de mais nada, gostaríamos de dizer que houve empate entre os dois primeiros colocados e houve empate também na disputa pelo 4º lugar.

6º lugar: Ford Fiesta - 0%
O hatch do oval-azul não foi nada bem nesse comparativo. Recebeu nenhum voto e, por isso, ficou atrás de seus concorrentes com 0%.
4º lugar: Peugeot 207 e Chevrolet Celta - 6%
O sucessor do 206 recebeu um voto e, assim como o Celta, disputou a 4ª posição no comparativo.

Entre 207 e Celta, ambos ficaram apenas com 6% dos votos. O hatch da Chevy, já reestilizado não foi páreo contra Gol, Clio e Uno.
3º lugar: Volkswagen Gol - 25%
O líder de vendas brasileiro não consegui vencer de Clio e Uno. O carro teve apenas 25% dos votos, 6% a menos que Clio e Uno.
1º lugar: Renault Clio e Fiat Uno - 31%
O Clio foi mais do que bem nesse comparativo. Começou na primeira posição disparado, mas, o Uno empatou e dividiu a liderança com ele.

Quem disse que o Uno não está em sua época? Quase barrou o Gol nas vendas (e barrou no comparativo) e ainda conseguiu empatar de última hora o comparativo com o Clio. Nada mal, hein?
O próximo comparativo será de quebrar os ossos! Sedãs médios! Fique ligado no CoMdC!

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Fiat mostra foto do interior do crossover Freemont

Há pouco tempo postamos aqui no CoMdC algumas fotos e infornações do Freemont, o Dodge Journey na versão europeia.
A Fiat mostra o interior do crossover Freemont
Após anunciar o lançamento do crossover Freemont, a Fiat divulga a primeira imagem oficial do interior do veículo.

O carro, que nada mais é do que um Dodge Journey com o emblema da Fiat, que também não esconde a origem americana por dentro. Com exceção do emblema no volante, todos os equipamentos são os mesmos do Journey.


O Freemont será apresentado pela Fiat no Salão de Genebra (você verá aqui dia 3 de março), ao lado dos Lancia Thema, Grand Voyager e Flavia, carros que são derivados dos modelos 300 (sucessor do 300C), 200 (conceito conversível) e a Town & Country (derivada da Grand Caravan), todos eles fabricados pela Chrysler.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Ao invés de Chrysler, é Lancia na Europa

Os primeiros frutos da Fiat ser dona da Chrysler estão começando na Europa. Depois da apresentação do crossover Fiat Freemont, que nada mais é do que um Dodge Journey com o emblema da Fiat, os italianos revelaram os novos Lancia Grand Voyager, Thema e o Flavia Concept. Em comum, todos inspiram-se em modelos da Chrysler.
Este é o sedã Thema, versão europeia do Chrysler 300 (sucessor do 300C)

O Lancia Thema é a versão europeia do Chrysler 300, sucessor do 300C, apresentado no Salão de Detroit. O modelo será oferecido com duas versões de acabamento (sendo uma delas com acabamento da grife Poltrona Fraul) e três opções de motorização: 3.0 V6, com 190 cv ou 225 cv, e a topo de linha 3.6 V6, que entrega 290 cv, que vem com uma transmissão automática de oito velocidades.
O modelo é equipado com sistema multimídia de tela sensível ao toque, ar-condicionado digital com duas zonas de regulagem de temperatura, Adaptive Cruise Control (piloto automático que mantém uma distância tranquila em relação ao veículo que trafega à frente), sistema que alerta sobre a presença de outros carros nos pontos cegos, câmera traseira e o Alerta de Colisão Dianteira, que avisa o motorista sobre a iminência de uma batida frontal, entre outros itens.
O Grand Voyager é

A minivan Grand Voyager é descendente da Chrysler Town & Country. Ela está sendo vendida na Europa com duas opções de motorização (2.8 turbodiesel com 165 cv e 3.0 V6 com 285 cv) e três opções de acabamento. As comodidades aparecem no acionamento elétrico das portas corrediças laterais e na tampa do porta-malas.
Flavia Concept é a versão italiana do conceito Chrysler 200.

Outra nova da Lancia com sangue norte-americano é o conceito Flavia Concept. Embora seja apresentado como um carro-conceito, o modelo – exibido em versões sedã e conversível – poderia entrar em produção imediatamente. Seu projeto é derivado do Chrysler 200 e é equipado com lanternas com iluminação em LEDs e vários airbags (frontais, laterais e do tipo "cortina").
Todas as novidades serão apresentadas pela Lancia no Salão de Genebra, que abre suas portas para o público no dia 3 de março (e você acompanhará aqui).

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Conheça os Carros mais Feios do Mundo Nº 2!

FIAT PANDA: O Panda é o Uno europeu (só que mais feio)
O Fiat Panda é a versão europeia do nosso Uno. Mais, hein? Quem diria que o nosso velho Uno quadradão é mais bonito que essa urso panda conhecido como "pandinha feio"?
RENAULT SCÉNIC CONCEPT: Prefiro um Scénic desses destruído do que um igual ao de cima, inteirinho.
Quem diria? O nosso velho Mégane Scénic poderia ser assim em 1991? Pelo menos isso era apenas um carro-conceito. O Scénic de 1998 é bem mais bonito do que a bolota de cima, não acha?
FORD BANTAM - COURIER INDIANA: A nossa Courier é assim na Índia. Prefiro a nossa Courier mesmo e pronto!
A nossa Courier é isso mesmo na Índia? Mesmo estando desatualizada no visual, a nossa Courier da um banho na Bantam, não?
CHEVROLET AVEO SEDAN: A Chevrolet tirou o Pontiac Aztek e colocou o Aveo em seu lugar no Nº2. Feio nós sabemos que esse carro é!
O tão bonito Aveo, que deve chegar esse ano (calma, não é o de cima), deve ter sofrido ao ter recebido essa reestilização. Esse carro está com cara de indiano, você não acha?
LIFAN 320: Esse carro já me assombrou, dessa mesma cor. E você?
Nada contra chineses no Brasil, mas bem que eles podiam ter feito carros mais decentes (e mais bonitos). O Lifan 320 já chegou ao Brasil... Socorro! Um ET!
PEEL P50: Esse carro ficou apenas três anos de produção, tá na cara! A feiura fica pouco tempo em linha!
O Peel P50 ficou na moda Reliant (três rodas). O motorista parece que está numa cabine telefônica (mais apertada). O carro ficou merecidamente três anos em produção.
TRIUMPH TR7 1975: com design que lembra um Corvette 1994... o carro é bem feio.
O TR7 lembra de cara um Corvette antigo, não? Se bem que o Corvettão é bem mais charmoso que esse lixo ambulante, não?
ZUNNDAPP JANUS 1958: Este carro lembra o pequeno e velho Romi-Isetta
O micro-carro da foto é o Zunndapp Janus, do ano de 1958. O carro lembra o Romi-Isetta. Não se sabe se esse carro era um hatch, um sedan, ou até uma micro-perua.
RENAULT MÉGANE HATCH: A frente é bonita, mas ao reparar na traseira...
A frente do carro... tudo ok! Na traseira do carro... tudo horrível! Parece que o Mégane colidiu com outro carro! Mas a Renault vem forte neste concurso, dois carros super feios!
CHEVY VEGA: Foi feito para brigar com AMC Gremlin e Ford Pinto
O Chevy Vega foi fabricado especialmente para brigar com Ford Pinto e AMC Gremlin... três carros horrorosos! Já dá pra ver no que deu!
CHEVROLET CHEVETTE 1973: O nosso Chevettinho é mais bonito!!
O Chevette começou a ser fabricado em 1973. Mas no Brasil, pelo menos, ele não teve essa feiura de traseira.
BOND BUG: Calma! o Bond não é de James Bond!
É difícil de acreditar, mas o carro acima é um Buggie! O Bond Bug é conhecido como a "laranja de três rodas". Também concordo com o apelido.
AMC PACER 1975: Parece um carro normal, mas repare nas portas...
A AMC mandou o Pacer para ficar no lugar do Gremlin (não foi muito bem no Concurso 1). O AMC parece um carro normal de rua, mas repare nas portas e no formato tosco do carro... bem feio não?
SUBARU BRAT: Mais uma picape nessa enquete, só que da Subaru.
O Subaru Brat foi a primeira picape fabricada pela Subaru, mas foi substituida merecidamente pelo Subaru Baja. O Brat é uma das picapes mais feias já produzidas.
SEBRING-VANGUARD CITICAR: Sebring lembra um carro de luxo da Chrysler, mas nesse caso ele não é de luxo.
O carro lembra o Nissan S Cargo (ou Escargot). Esse rodo amarelo já assustou muita gente lá fora. O carro tem um design "reto", só que ao mesmo tempo muito feio.

Esses foram os 15 carros mais feios do mundo desta vez! Não deixe de votar na nossa enquete!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...