domingo, 26 de dezembro de 2010

Lifan lança seu primeiro utilitário-esportivo

A dianteira lembra uma Hyundai Santa Fe...

...  e a traseira lembra o Captiva
O primeiro utilitário-esportivo da Lifan foi apresentado em abril, na China, e em outubro no Salão do Automóvel de SP.

As opções de motorização são o 1.6 e 1.8, com tração 4x2 e 4x4. O modelo conta com propulsor 1.8 16V de quatro cilindros, que tem 135 cv de potência e torque de 17 mkgf, a 4.200 rpm. A transmissao é manual, de cinco marchas.

Dimensões: 432 cm de comprimento, 179 cm de largura e 160 cm no entre-eixos.

Equipamentos (de série): Direção hidráulica, freios com sistema ABS e EBD, airbag duplo na dianteira, ar condicionado, CD/MP3 player, rodas de liga leve, ajuste elétrico dos espelhos retrovisores, acionamento elétrico nos vidros, travamento central de portas e faróis de neblina.

O Lifan X60 chegará no final de 2011, com preços em volta de R$ 55 mil.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Fiat lança Strada Sporting por R$ 46.300


Somente hoje, dia 23 de dezembro, a Fiat lança oficialmente no Brasil a Strada Sporting 1.8 16V com Cabine Estendida.

O visual diferenciado é composto pelos faróis biparábola com máscara negra; minissaias laterais, molduras nas caixas de roda e spoiler dianteiro na cor do veículo; rodas de ligas leve com desenho exclusivo; capa dos retrovisores externos, barra no teto, acabamento dos faróis de neblina, todo na cor Dark Shadow; mais a logomarca Sporting.

Na parte interna, o apelo esportivo é formado pelo volante em couro com costura vermelha, bancos com tecidos exclusivos da versão, cobertura do freio de mão e alavanca do câmbio com costura vermelha. O painel de instrumentos tem grafismo diferenciado, cintos de segurança na cor vermelha, e cobertura esportiva nos pedais.

A picape Strada Sporting chega equipada com o motor E.TorQ 1.8 16V de 130 cv (gasolina) e 132 cv (etanol) e torque de 18,4 kgfm (gasolina) e 18,9 kgfm (etanol), ambos a 4.500 rpm. A Fiat diz que a área de engenharia trabalhou para obter um acerto mais esportivo, com ajustes no motor e câmbio.

A Strada Sporting traz ar-condicionado, direção hidráulica, computador de bordo, vidros elétricos dianteiros com sistema One Touch e antiesmagamento, trava elétrica, volante com regulagem de altura, follow me home, protetor de caçamba, porta-óculos, estepe com roda de liga leve 16” mais parafuso antifurto, entre outros.

Entre os itens opcionais estão os sensores de chuva e crepuscular, retrovisor interno eletrocrômico, retrovisores externos elétricos, teto solar, capota marítima, fixação do estepe no interior da cabine estendida, rádio CD MP3/WMA integrado ao painel com RDS, viva-voz Bluetooth® e entradas USB / Ipod, além do HSD (High Safety Drive) composto por airbag duplo + freios com ABS.

O preço da Strada Sporting 1.8 16V Cabine Estendida é R$ 46.300,00.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

"A cor e Você", segundo o Carplace



Foi-se o tempo em que ao comprar um carro o preço era o que mais interessava. Fora os itens adicionais oferecidos, as cores passaram a ocupar lugar de destaque no momento da decisão. Hoje, praticamente todas as montadoras oferecem uma gama de tons tanto para o exterior quanto para o interior dos automóveis de modo a deixar cada veículo com “a cara do seu dono”.
A pintura, por ser capaz de instigar uma compra, tornou-se um dos grandes trunfos dos fabricantes. Prova disso são os modelos em cores vibrantes que desfilam pelas ruas brasileiras.
Por outro lado, não passa despercebida a falha de algumas marcas quanto a este quesito. A GM e o seu Celta têm somente duas cores metálicas ao passo que a Fiat, de olho na expansão desse mercado, é quem mais coloca cores diferentes à disposição dos compradores.
Porém, mesmo entre os carros populares a resistência do brasileiro ainda é notada uma vez que aqui predominam os modelos nas cores preta, cinza e prata, e, dentre homens e mulheres, elas ainda são mais audaciosas em relação às nuances mais berrantes.
Outro ponto que não pode ser esquecido é a diferença de valor entre pintura sólida e metálica. No caso do Gol, só a pintura metálica acresce R$ 1.010,00 ao preço final enquanto que no Clio o mesmo item sai a R$ 600,00.
Confira as cores das principais montadoras nacionais para os seus modelos mais baratos e tire suas conclusões:




Chevrolet Celta
Sólidas
  • Branco Maher
  • Vermelho Lyra
  • Preto Liszt
Metálicas
  • Verde Hera
  • Prata



Fiat Uno
Sólidas
  • Vermelho Alpine
  • Preto Vulcano
  • Amarelo Citrus
  • Azul Búzios
  • Branco Banchisa
Metálicas
  • Prata Bari
  • Preto Vesúvio
  • Cinza Scandium
  • Cinza Cromo
  • Azul Splash
  • Azul Trinidad
  • Cinza Tellurium
  • Verde Lagoon



Ford Ka
Sólidas
  • Branco Ártico
  • Preto Ebony
  • Vermelho Bari
Metálicas
  • Prata Geada
  • Azul Noronha
  • Verde Laguna



Renault Clio
Sólidas
  • Branco Glacier
  • Preto Opaco
  • Vermelho Vivo
Metálicas
  • Bege Poivre
  • Cinza Acier
  • Prata Etoile
  • Vermelho Fogo



VW Gol
Sólidas
  • Branco Cristal
  • Cinza Urano
  • Preto Ninja
  • Vermelho Flash
Metálicas
  • Cinza Spectrus
  • Cinza Vulcan
  • Prata Sirius

Fonte: Carplace

sábado, 18 de dezembro de 2010

Conheça os finalistas para Carro do Ano 2011 nos EUA

O híbrido Chevrolet Volt
Chevrolet Volt, Nissan Leaf e Hyundai Sonata são os postulantes ao título de Carro do Ano dos Estados Unidos 2011. O prêmio é concedido por um júri composto de 49 jornalistas norte-americanos, representando revistas, jornais, sites, canais de televisão e emissoras de rádio.
O elétrico Nissan Leaf

Os critérios usados na eleição dos vencedores incluem inovação, design, segurança, estabilidade, prazer ao dirigir e desvalorização. Não por acaso, os três finalistas são comprometidos com o meio-ambiente. O Volt é um veículo elétrico com motor interno a combustão, que gera eletricidade após a bateria ter sua carga esgotada, enquanto que o Leaf é um carro totalmente elétrico. Já o Sonata possui uma versão híbrida.
E o sedã Hyundai Sonata

Além do Carro do Ano, o prêmio de Utilitário Esportivo do Ano também teve seus finalistas revelados. Os modelos Jeep Grand Cherokee, Dodge Durango e Ford Explorer disputam o prêmio.
O SUV Dodge Durango
Ford Explorer
E o Jeep Grand Cherokee

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Ford Figo é eleito o Carro do Ano 2011 na Índia

O Ford Figo foi eleito o “Carro  do Ano 2011″ na Índia. A premiação, que está em sua sexta edição, foi realizada nos mesmos moldes do Carro do Ano na Europa, onde os jornalistas avaliam os modelos que concorrem ao prêmio por um sistema de pontuação.

O juri foi composto por 11 jornalistas, das cinco mais importantes publicações especializadas do País: Auto Bild, Auto da Índia, BBC TopGear, Business Standard Motoring e Overdrive, que testaram exaustivamente os modelos concorrentes e optaram pelo Ford Figo.

Desde março de 2010, mês em que foi iniciada a comercialização, o modelo já contabiliza mais de 60 mil unidades vendidas,estabelecendo dessa forma um novo recorde de vendas de um único modelo na Índia.
Além da Índia, o Figo é exportado para a África do Sul, onde também é um dos finalistas para o prêmio de Carro Sul-Africano do Ano, que será anunciado no início de 2011.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Hyundai Genesis: um sedã superlativo (menos no preço)

Eleito o carro do ano nos EUA em 2009.

Couro, aço escovado e madeira de primeira classe revestem a cabine, que leva cinco adultos em aperto.

Não é à toa que o Hyundai Genesis foi eleito o carro do ano nos Estados Unidos em 2009. O sedã de quase cinco metros e duas toneladas é superlativo em todos sentidos. Bem, em todos não: tire o quesito preço da lista. A Hyundai brasileira ainda não divulgou por quanto irá vendê-lo por aqui, mas uma fonte ligada à marca deixou escapar que o Genesis custará ao redor de R$ 180 mil. Muito? Não é pouco dinheiro. Mas o confrontado com os rivais alemães - e acredite: é possível sim comprá-lo em qualidade à BMW Série 5 e Audi A6 - o coreano tem bom preço. Cerca de R$ 100 mil a menos que os alemães.

De cara, o silêncio a bordo impressiona. A Hyundai aplicou mais de 80 m de adesivo estrutural, uma cola da era espacial que evita rangidos, vibrações e ainda aumenta a rigidez estrutural. Até os ocos da coluna têm material absorvente. O para-brisa e os vidros laterais são de lâminas duplas para isolar o som externo.

A suspensão é sofisticada. Os quatro principais braços da dianteira são ligados ao cubo da roda por juntas esféricas. E os braços, suportes, cubos e braçadeiras são de alumínio. Os cubos de rodas traseiros também usam o material e são conectados ao chassi por cinco braços - esmero digno de Mercedes Classe S.

No Brasil, o Genesis será vendido em versão única com motor V6 3.8 de 290 cv acoplado a uma caixa sequencial de seis marchas. Pena que as trocas não possam ser feitas por borboletas atrás do volante como no Sonata. Mas relaxe, você está no Genesis: coloque a alavanca no Drive e saboteie o conforto.

--> HYUNDAI GENESIS <--
Preço (R$): 180 mil (estimado)
Motor: Dianteiro, longitudinal, V6, 3.8, 24V, gasolina
Potência (cv/rpm): 290 (6.000)
Torque (mkgf/rpm): 36,5 (4.500)
Transmissão: Automática sequencial, 6 marchas, tração traseira
Suspensão (D/T): Independente, multibraço
Freios (D/T): Disco ventilado / disco sólido
Rodas e pneus (D/T): 235/55 R18
Dimensões (C/E/A/L): 4,96 m / 2,94 m / 1,48 m / 1,89m
Peso (kg): 1.837
Porta-malas (l): 450
Tanque (l): 73

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Mais uma parceria de sucesso !

O blog Conheça o Mundo dos Carros acaba de fazer mais uma parceria de sucesso! Agora com o blog "Diário Automotivo", do nosso amigo Davi Guedes. Espero que visitem o blog!

http://diarioautomotivoo.blogspot.com/

Made In China: Great Wall

Great Wall (GWM)
Presesnte em mais de 80 países, a Great Wall foi a primeira fabricante privada chinesa a ter seu capital negociado em bolsas de valores. Fundada em 1976, entrou no mercado em 2006. Virá para o Brasil pela CN Auto, que vende as vans Towner e Topic.
Carro-chefe: Coolbear
O desenho caixote, claramente inspirado no Scion xB (divisão "jovem" da Toyota nos EUA), dá um ar descolado ao chinês que chegou em outubro, com um motor 1.6 16V de 112 cv. Concorrerá com o Kia Soul e terá preços na faixa dos R$50.000.
Hover CUV
Motores: 2.0 16V, 130 cv (4x2), e 2.4 16V, 145 cv (4x4)
Equipamentos: airbag duplo, ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos
Preço: R$60.000
Concorrente: Hyundai Tucson
Wingle
Motores: 2.0 16V, 130 cv (4x2), e 2.4 16V, 145 cv (4x4)
Equipamentos: airbag duplo, ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos
Preço: R$80.000
Concorrente: Chevrolet S10

domingo, 12 de dezembro de 2010

Made In China: Lifan

Lifan
A Lifan foi criada em 1992, como uma oficina de motos, com nove funcionários. Em 2006, já empregava 9.000, com fábricas no Vietnã, Tailândia e Bulgária, além da China. Começou com motos e hoje faz carros e caminhões. No Brasil, vem pelo grupo uruguaio Effa.
Carro-chefe: 620
O sedã médio chegou em maio. Equipado com motor 1.6 de 104 cv, o 620 custa R$39.980, completo. Tem airbag duplo, freios a disco nas quatro rodas com ABS, ar-condicionado e sistema de som com MP3, além de sensores de estacionamento e bancos de couro.
320
Hatch
Motor: 1.3, 72 cv
Equipamentos: airbag duplo, direção hidráulica, ar-condicionado, trio elétrico, CD player
Preço: R$29.980
Concorrente: Fiat Uno
520
Hatch e sedã compactos
Motor: 1.3, 72 cv, ou 1.6, 104 cv
Equipamentos: airbag duplo, ABS, direção hidráulica, ar-condicionado
Preço: R$34.980 (hatch), R$37.900 (sedã)
Concorrentes: VW Voyage e Fiat Palio

sábado, 11 de dezembro de 2010

Made In China: JAC Motors

JAC Motors (Jianghuai Automobile Co. Ltd)
Fundada em 1969, na China, a Jianghuai Automobile Co. Ltd já exporta para quase toda a América do Sul. Tem dois centros de design (Itália e Japão). Aqui é representada pelo grupo SHC, de Sérgio Habib, que planeja 50 revendas próprias no início das operações.
Carro-chefe: J5
O sedã médio é equipado com um motor 1.5 16V com 105 cv de potência, rodas de liga leve de 16 polegadas e, de acordo com a JAC, trará airbags frontais e laterais, freios ABS e ar-condicionado digital. Chegou às lojas em agosto. O preço é de R$53.900.
J3
Motor: 1.3 16V, 93 cv
Equipamentos: airbag duplo, freios ABS, direção hidráulica, ar-condicionado
Preço: R$37.900
Concorrentes: Fiat Palio, Renault Sandero
J6
Motor: 1.8 16V, 143 cv
Equipamentos: airbag duplo, freios ABS, direção hidráulica, ar-condicionado
Preço: R$55.900
Concorrentes: Nissan Livina, Citroën Xsara Picasso

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Made In China: Chery

Chery Automobile
Começou em 1997, fazendo autopeças. Em 1999, conseguiu licença para fabricar o Seat Toledo na China - a produção só teve início em 2001, após a associação com a SAIC (parceira chinesa da VW). Hoje tem sua linha própria, que inclui o SUV Tiggo, já a venda por aqui.
Carro-chefe: Cielo
O carro que pegou o nome do nadador brasileiro emprestado chegou ao Brasil, nas versões hatch e sedã, com os atraentes preços de R$39.900 e R$42.900. Têm motor 1.6 16V de 119 cv, airbag duplo, ABS com EBD e suspensão traseira multibraços. A garantia é de três anos.
Face
Motor: 1.3 16V, 83 cv
Equipamentos: airbag duplo, freios ABS com EBD, vidros e travas elétricos, ar-condicionado e direção hidráulica
Preço: R$29.900
Concorrentes: VW Fox, Fiat Idea
QQ
Motor: 1.1 16V, 68 cv
Equipamentos: ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos
Preço: R$21.900
Concorrentes: Chevrolet Celta, Ford Ka, Daewoo Spark

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Made In China: BYD Auto

Build Your Dreams (Construa Seus Sonhos)

F0: Aposta popular

F3: médio esportivo
F3: estilo Corolla
Em 2009, 448.900 carros da BYD (Build Your Dreams, construa seus sonhos) chegaram às ruas da China. Dois terços são do F3, clone do antigo Corolla. A empresa de Wang Chuanfu, o homem mais rico da China, produz outro modelo conhecido, o S8, que mistura Mercedes com Mégane CC. Criada em 2002, a BYD Auto é um dos braços da BYD Co. Ltd, que que faz baterias para eletrônicos. Por isso investe em automóveis híbridos e elétricos, como o F3-DM e o E6. Ela quer ser a maior fabricante de carros do mundo - já é a segunda maior em baterias de celular. O grupo Caoa quer trazer a marca e tem planos ambiciosos: produzir os carros aqui. Os modelos mais cotados são o subcompacto popular F0 e a versão reformulada do sedã F3 (e menos semelhante ao Corolla), chamada de G3.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Made In China: Roewe (Morris Garages)

Roewe

Morris Garages
O nome, que pronunciado em chinês fica semelhante a Rover (sim, a britânica), não foi dado por acaso. A marca, criada em 2006, pelo grupo SAIC, produz carros com tecnologia oriunda das marcas MG e Rover. Na China, os modelos são vendidos com a bandeira da marca. No Brasil, tem logotipo da britância MG.

Carro-chefe: 550
O sedã que virá com emblema da britânica MG também é fabricado na China e chegará extremamente equipado e com muito luxo, para concorrer com os sedãs grandes. Custará R$ 94.799.
750
Motor: 2.5 V6, 181 cv
Equipamentos: bancos com ajustes elétricos, DVD player, controle de estabilidade
Preço: R$ 150.000 (estimado)
Concorrentes: Audi A4, Mercdes-Benz C 200

sábado, 4 de dezembro de 2010

Camaro: A lenda chegou!


O Camaro é um dos carros mais famosos da história da Chevrolet e um dos símbolos da indústria automotiva norte-americana. O muscle-car, que surgiu no fim da década de 70, sobreviveu até 2006, quando deixou de ser produzido. O mito ressurgiu de forma triunfal em 2009 e, um ano após seu lançamento, chega ao Brasil pelas mãos da própria GM.

O esportivo será importado para o Brasil apenas na versão SS, equipada com o possante motor 6.2 V8. São 406 cv a 5900 rpm e um torque máximo de 56,7 mkgf a 4200 rpm, que fazem o Camaro acelerar de 0 a 100 km/h em 4,8 segundos. As arrancadas são vigorosas e fazem o motorista “grudar” nos bancos. O carro ganha velocidade rapidamente até atingir o limite de 250 km/h.

O câmbio é automático de seis velocidades e oferece a opção de trocas seqüenciais na própria alavanca ou por borboletas atrás do volante. Embora pareça pouco apropriada para um esportivo, a transmissão se comporta de forma satisfatória, realizando as trocas de marcha sem interferir na condução. O Camaro também é equipado com controles de estabilidade e tração, sendo que o primeiro oferece o modo Stability Track, que permite manobras mais ousadas, embora não possa ser desligado. O controle de tração, este sim, pode ser desabilitado por completo.

O veículo é equipado com suspensão independente nos dois eixos, do tipo multilink e com barras estabilizadoras tanto na dianteira quanto na traseira. O sistema de freios também mereceu atenção especial: a Chevrolet optou por um conjunto de pinças da italiana Brembo, a mesma empresa que fornece peças para a Fórmula 1. Já as rodas de alumínio têm 20 polegadas e são calçadas com pneus 245/45 ZR20 na frente e 275/40 ZR20 atrás.

O Camaro também seduz pelo design agressivo com toques de nostalgia. Com um visual bastante semelhante ao carro-conceito apresentado no Salão de Detroit de 2006, o modelo exibe várias referências à sua primeira geração, produzida entre 1966 e 1969.

A dianteira se destaca pelo desenho da grade, que parece incorporar os belos faróis. Notam-se também o ressalto no capô e os para-lamas salientes, que definem os traços da linha de cintura do carro. Outro elemento inspirado no passado é o conjunto de entradas de ar – neste caso, meramente estéticas – nos para-lamas traseiros, que lembram guelras de um tubarão. O vinco próximo à porta é um dos elementos mais marcantes da carroceria do Camaro e se estende até a traseira, que exibe quatro lanternas retangulares.

O interior é confortável e mistura nostalgia com modernidade na dose certa. O volante de três raios e o desenho dos mostradores (envolvidos por molduras quadradas) não escondem a inspiração no passado. O mesmo acontece no console central, que exibe um vistoso sistema de som e quatro mostradores à frente da alavanca de câmbio, que medem a pressão e a temperatura do óleo, a voltagem da bateria e a temperatura do fluído da transmissão.

A tecnologia se sobrepõe em itens como o moderno sistema de som, que oferece nove alto-falantes, CD Player com disqueteira para seis CDs e entrada auxiliar USB. Outro mimo é o Head-Up Display (ou HUD), um sistema que projeta informações no para-brisa do veículo. Assim, o condutor não precisa desviar os olhos da estrada para ver a velocidade que está trafegando ou a marcha engatada.

O esportivo vem bem recheado de série. Itens como ar-condicionado, airbags frontais, laterais e do tipo cortina, freios com sistema anti-travamento (ABS) e distribuição eletrônica de frenagem (EBD) e bancos revestidos em couro são oferecidos de fábrica. A Chevrolet oferece ainda uma linha de acessórios para personalizar o Camaro. Entre os itens, destacam-se a cobertura do motor na cor da carroceria, os dois tipos de faixas decorativas (que podem deixar o carro parecido com o robô Bumblebee, do filme Transformers) e revestimentos de porta e apliques no painel na cor do veículo.

O Camaro é produzido na fábrica de Oshawa, no Canadá. O preço do esportivo é de 185 mil reais.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Fiat Bravo vem para substituir o Stilo


O segmento de hatches médios passa por um momento positivo no Brasil. A chegada de modelos como o Ford Focus e o Hyundai i30 revigorou a categoria e mostrou que o consumidor quer saber mesmo é de novidades. Por isso, a Fiat decidiu se mexer e trouxe o Bravo para o país, que vai partir de R$ 55.200.

Embora seja vendido na Europa desde 2007, o Bravo ainda permanece atual. As linhas do carro são atraentes e condizem com as tendências de estilo da marca. O modelo fabricado no Brasil vem com a reestilização feita pelos italianos neste ano. Faróis e grade dianteira lembram o Punto, mas a traseira exibe traços diferentes de qualquer outro Fiat.

O interior também merece elogios. O nível de acabamento é superior ao do Stilo, que já tinha um padrão acima da média. Os materiais usados nas portas e bancos agradam e não há peças mal encaixadas. O console central guarda espaço para uma tela de 6,5 polegadas, que faz parte do Radio NAV, um sistema que reúne MP3 Player, computador de bordo e sistema de navegação por satélite. O item é vendido como opcional.

O carro que aposenta o Stilo será oferecido no mercado brasileiro com duas opções de motorização. As versões Essence e Absolute contarão com o motor 1.8 16V eTorQ, que rende 132 cv e torque máximo de 18,9 mkgf com etanol. Se a escolha for pela gasolina, os números são de 130 cv e 18,4 mkgf. O propulsor pode ser combinado com câmbio manual ou automatizado Dualogic.

Já o motor 1.4 Turbo é conhecido dos brasileiros por equipar a versão esportiva do Punto. No Bravo T-Jet, o conjunto entrega 152 cv e um torque máximo de 21,1 mkgf, manifestado entre 2250 rpm e 4500 rpm. Quem gosta de esportivos vai se divertir com o câmbio manual de seis marchas e a função overbooster, que endurece a direção e aumenta o tempo de abertura da borboleta. Com isso, a sobrepressão na turbina do motor aumenta de 0,9 bar para 1,3 bar e o torque eleva para 23,0 mkgf na faixa de 2.000 rpm até 4.000 rpm.

O Bravo será vendido com três versões de acabamento. A Essence oferece airbag duplo, ar-condicionado, direção elétrica com função “City” (que torna a direção mais leve para facilitar as manobras), rodas de liga leve de 16 polegadas, faróis de neblina, freios a disco nas quatro rodas, piloto automático, rádio CD Player com MP3, espelhos retrovisores elétricos, vidros elétricos dianteiros e traseiros com sistema one touch e antiesmagamento, volante com regulagem de altura e profundidade e banco do motorista com regulagem de altura.

Entre os opcionais, a versão Essence oferece airbag duplo, freios ABS, ar condicionado digital, sistema de som com subwoofer, teto solar elétrico Skydome, sistema de navegação por satélite, espelho retrovisor interno eletrocrômico, sensor crepuscular, sensor de chuva, sensor de estacionamento traseiro e dianteiro, rebatimento elétrico dos retrovisores externos, bancos revestidos parcialmente em couro nas cores preta ou marrom, entre outros itens. A versão Dualogic oferece também a opção de borboletas para trocas de marcha.

A versão Absolute, também equipada com o motor 1.8 16V, adiciona ar condicionado digital com duas zonas de regulagem de temperatura, sistema Bluetooth com comando de voz, freios ABS, sensor de estacionamento traseiro, volante revestido em couro com comandos do rádio, rodas de liga-leve de 17 polegadas e frisos dos vidros laterais cromados. A lista de opcionais oferece teto solar elétrico Skydome, sensor de pressão dos pneus, sistema de som com subwoofer, sensor de estacionamento dianteiro, sistema de navegação por satélite, sensores crepuscular e de chuva, bancos parcialmente revestidos em couro e cinco airbags, incluindo bolsas laterais, do tipo cortina e o kneebag, que protege os joelhos do motorista.

O esportivo T-Jet agrega câmbio de seis marchas, controle de estabilidade (ESP), Hill Holder (que impede que o veículo recue em aclives acentuados), rodas de liga-leve de 17 polegadas, função overbooster, faróis com máscara negra, ponteira dupla cromada, volante e pinças de freio pintadas de vermelho, alavanca do freio de mão e manopla do câmbio revestidas em couro com costuras vermelhas, pedaleiras esportivas, spoiler e saias laterais.

O carro pode ser equipado com itens como faróis de xenon, sensor de pressão dos pneus, teto solar elétrico Skydome, sistema de navegação por satélite Radio NAV, espelho retrovisor interno eletrocrômico, sensores crepuscular e de chuva, rodas de 18 polegadas, bancos revestidos parcialmente em couro e cinco airbags.

Confira os preços do Fiat Bravo:
Essence (mecânico): R$ 55.200
Essence (Dualogic): R$ 57.800
Absolute (mecânico): R$ 62.250
Absolute (Dualogic): R$ 65.200
T-Jet: R$ 67.700 <

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...