sábado, 30 de outubro de 2010

Por dentro do Salão do Automóvel 2010: Effa Plutus

A chinesa Effa exibe em seu estande no Salão do Automóvel de São Paulo a picape média Plutus, feita em parceria com a Suzuki. O modelo, disponível com cabine dupla, será produzido na China pela marca Huanghai e deve chegar ao mercado brasileiro no início de 2011.
A Plutus será vendida com motorização 3.2 litros a diesel que produz 103 cv de potência e torque máximo de 25 mkgf a 3.200 rpm. A transmissão é manual de cinco marchas, com tração traseira. O modelo possui uma lista de equipamentos de série que inclui  ar condicionado digital, direção hidráulica, freios ABS, vidros e travas elétricos, bancos em couro, CD Player, retrovisores elétricos, rods de liga leve aro 17 e santantonio.
Suas dimensões são 5,35 m de comprimento, 1,72 m de largura, 1,63 m de altura e 3,38 m de entre- eixos, com capacidade de carga de até 715 kg. A Effa expõe ainda a linha 2010 do hatch M100, agora também fabricado em parceria com a montadora japonesa.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Por dentro do Salão do Automóvel 2010: Volkswagen Saveiro RockeT


Entre várias novidades vindas do exterior, uma Saveiro diferente chama atenção no estande da Volkswagen. A Saveiro RockeT tem uma aparência bem esportiva, mas sua graça não está apenas no visual.

O grande chamariz da picape está sob o capô. Trata-se do moderno propulsor 1.4 TSi, elogiado por várias publicações europeias e eleito o Melhor Motor do Ano 2010 no Velho Continente. Abastecido a gasolina, gera 122 cv, fazendo o carro acelerar de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos e chegar aos 200 km/h, segundo dados fornecidos pela própria VW.

Além do motor, várias peças vieram de outros modelos da marca. O para-choque foi emprestado da Saveiro Cross, os bancos do tipo concha são do Golf R europeu, o espelho retrovisor interno é o do Scirocco e a antena é a mesma do Golf VI. As luzes de direção são de LEDs e os faróis de xenon têm lentes escurecidas e lavadores.

Por dentro do Salão do Automóvel 2010: Fiat Uno Concept Cabrio

Um dos carros-conceitos mostrados pela Fiat no Salão do Automóvel é o Uno Concept Cabrio. Por enquanto, a versão sem capota do Novo Uno é apenas um estudo de estilo saído das pranchetas dos designers que trabalham em Betim (MG).
Além da ausência do teto, o protótipo ganhou novo para-choque frontal, lanternas exclusivas com iluminação por LEDs e acabamento diferenciado. O Uno Cabio estreia a carroceria com duas portas, que será aproveitada nos modelos produzidos em série a partir do ano que vem.

O interior tem acabamento diferenciado, manopla do câmbio cromada e bancos esportivos do tipo concha com cintos de segurança de quatro pontos. O console foi adaptado para abrigar os relógios de marcação da pressão do óleo e do combustível e o leitor da pressão do turbo.

As rodas de 17 polegadas tem pneus de perfil baixo e a suspensão também recebeu modificações. Já o motor é o 1.4 Turbo que equipa o esportivo Punto T-Jet, levando o carro-conceito a quase 200 km/h.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Por dentro do Salão do Automóvel 2010: Hyundai Equus



O Equus é a principal novidade da Hyundai no Salão do Automóvel. O sedã grande foi concebido com a clara intenção de rivalizar com as marcas mais tradicionais, como Audi, BMW, Lexus e Mercedes-Benz. A missão é bastante difícil, mas não é impossível, principalmente para quem já conseguiu emplacar Azera, Tucson e i30.

Para tentar fazer frente a europeus e japoneses, o Equus terá vários itens encontrados somente em carros de luxo. Os faróis têm iluminação por xenon e são direcionais (acompanham o movimento das rodas nas curvas), o acabamento é de couro em praticamente todas as partes internas e os bancos dianteiros contam com aquecimento, refrigeração, regulagens lombares elétricas e até massageadores. Controle de tração, estabilidade e a sopa de letrinhas que identificam os principais sistemas eletrônicos de segurança também estão presentes no sedã.

No exterior, o Equus terá motorizações 3.8 V6 de 290 cv e 4.6 V8 de 366 cv, mas no Brasil a tendência é que o sedã seja importado somente na versão com oito cilindros dispostos em forma de “V”. O carro será lançado nos Estados Unidos até o fim deste ano, onde custará quase 60 mil dólares.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Muito longe de um Corolla


> Preço: R$ 66.405 >  
> Um carro bom, mas nós sentimos falta de um computador de bordo, que até um Palio tem.. <

A Honda lançou o novo Civic LXL (em março). A Honda quer que o Civic LXL responda por 70% das vendas do Civic. A novidade desse carro é a direção elétrica com ajuste na medida do prazer. Principal falta nesse Civic é o computador de bordo, que até um Palio 1.0 ELX tem!
Os principais inimigos desse novo Civic são: Toyota Corolla GLi e Ford Focus Sedan, ambos vem com computador de bordo. O que ficou de fora foi o Citroën C4 Pallas, que tem uma cabine muito transada, que não é tão agradável. No quesito motor, o Civic perde feio para o Corolla, a marcha lenta ficou mais serena, baixando de 900 rpm para 700 rpm. O novo LXL ficou mais distante do Honda City, que chega a ser mais equipado que o Civic LXL.

Preço: R$ 66.405
Motor: Flex 16V
Torque: 17,7 kgfm
Potência: 140 cv
Pneus: 205/65 R15

Se houvesse um comparativo entre LXL, City e Corolla, O Corolla comemorava mais uma, O City ficava em segundo e o LXL afogado em último.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

A aparência é a mesma, mas a esportividade é outra



> Preço: R$ 85.000 >  
> Completinho: motor 2.0, airbags duplos e laterais, controle de tração, ABS e cinco anos de garantia. <

Os paleontólogos gostam do Kia Cerato, por que lembra o carnívoro Ceratossauro. Agora eles tem uma escolha mais "carnívora", a versão esportiva Cerato Koup, com motor 2.0, airbags duplos e laterais, controle de tração, ABS e cinco anos de garantia. Os rivais são: Civic Si, que custa R$ 103.650 e tem 192 cv; e Punto T-Jet, que custa R$ 64.670 e tem 152 cv. O Koup tem motor 2.0 e custa R$ 85.000, 29.330 reais mais caro que o T-Jet, e 18.650 reais mais barato que o Civic Si. Tem também a versão com motor 2.4, que não tem prévias para chegar ao Brasil. A versão hatch terá motor 1.6 Flex e chegará em Janeiro de 2011.

Preço: R$ 85.000
Motor: 2.0
Torque: 19,9 mkgf
Potência: 152 cv
Pneus: 215/45 R17

Se você gosta de emoções, nem pense em trocar um Civic Si pelo Koup. Mas se a Kia, de fato, trouxer a versão 2.4 com câmbio manual de seis marchas a um preço melhor do que o Honda, a história pode mudar.

domingo, 10 de outubro de 2010

Todos já conhecem o novo Fiesta. Mas e o 'New' Fiesta ?








> Preço: R$ 57.000 >  
> O novíssimo Fiesta chega ao Brasil até julho, só na versão sedã e com motor 1.6 16V brasileiro. Vem para brigar com o Honda City. < 


"All New Fiesta", é assim que a imprensa especializada americana se refere a ele. Ele é produzido em Cuautitlán, no México, e chegará no Brasil até o final do mês. O New Fiesta terá versões hatch e sedã, no Brasil, terá só a versão sedã, com motor Sigma 1.6 16V Flex, câmbio manual e um pacote repleto de equipamentos. A Ford do Brasil pouco fala sobre a estratégia a ser adotada no lançamento, mas uma fonte diz que a criação de versões com nomes próprios (Fly e Pulse) do atual Fiesta também mirou num "afastamento" em relação ao novo.
Ele deverá chegar com o nome da versão mexicana, SEL. Jim Farley, vice-presidente de marketing da Ford, garantiu que o rigor com a qualidade de materiais e montagem será o mesmo, independentemente do destino do carro - o México produzirá o Fiesta para seu próprio mercado e para a América Latina, Canadá, EUA e Honduras.

Preço: R$ 70.000
Motor: 1.6 SEL
Torque: 15,5 mkgf
Potência: 120 cv
Pneus: 195/50 R16

Se a Ford te convidar para dirigir o 'novo' Fiesta, diga que tem compromissos familiares, mas se o caso for com o 'New' Fiesta, aceite com muito prazer!

sábado, 9 de outubro de 2010

Um novo clássico

O Classic ganhou o visual que a China acabou de descartar no Corsa.

Lanternas traseiras lembram a do Corolla duas gerações antes a do atual.

> Preço: R$ 28.298 >  
> Versão básica. Com ar, direção, vidros e travas elétricas e pintura metálica sai por R$ 35.373. < 

Para quem já visitou a China, já viu a versão chinesa do nosso Corsa. O visual era do Classic (novo), que acabou de chegar ao Brasil. Assim, o novo Classic é mais agradável aos olhos e não precisa ter o nome de "Corsa Classic" ou de "Corsa Sedan". Ele foi alterado por inteiro, e pode chegar no final desse ano como o três-volumes mais vendido de todos os tempos, barrando o Chevette. Na China, o nosso Classic se chama Sail e tinha, desde 2006, o visual que chegou por aqui à poucos meses. Os faróis lembram o do Civic, duas gerações anteriores ao atual. No lado de trás, as lanternas lembram a do Corolla, também, duas gerações antes a do atual Corolla. Mais volumoso e liso, o para-choque traseiro deu ao Classic 2011, um toque de requinte. O perfil ainda apresenta a nova versão, LS VHCE, que aposenta a Life e dá continuidade à estratégia de alinhamento global das siglas iniciada por aqui com o Agile.

Preço: R$ 28.298
Motor: LS 1.0 
Torque: 9,7 mkgf
Potência: 78 cv
Pneus: 165/70 R13


A antiga versão do Classic era horrorosa, a nova deu uma pequena melhorada. Em breve, diremos sobre o Voyage.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Novo Gol Rallye

O CrossFox foi o primeiro representante da Volkswagen no segmento de aventureiros urbanos. A receita de equipar o pequeno Fox com acessórios que emulam características off-road foi seguida à risca pela marca alemã, que não tem do que reclamar do sucesso de seu compacto. Mas quem acha o preço do CrossFox salgado demais (que começa em mais de 45 mil reais) ou não gosta do estilo do carro agora tem uma nova opção: o Gol Rallye.
A marca afirma que o Gol Rallye é uma versão com características que remetem ao mundo da aventura, mas com uma boa dose de esportividade. A dianteira é praticamente idêntica a da Saveiro Cross. Os faróis têm máscara negra e a parte inferior do para-choque recebeu um aplique de plástico, com direito a uma régua prateada logo abaixo da grade frontal pintada de preto e um par de faróis auxiliares.
De lado, notam-se as faixas com o nome da versão coladas na parte inferior das portas, que combinam com as molduras dos para-lamas em plástico preto. A traseira completa o visual com um aerofólio tingido de preto, faixas decorativas na tampa do porta-malas e um aplique prateado na parte inferior do para-choque. A suspensão foi elevada em 28 milímetros e os pneus são da medida 205/55 R15. A VW afirma que foram realizadas mudanças nos amortecedores e molas, além da adoção de uma barra estabilizadora com maior diâmetro. O eixo traseiro foi substituído por uma peça com maior rigidez.
O interior não tem mudanças visuais significativas, embora o acabamento em um tom de tecido mais escuro nos bancos, painéis de porta e até no teto dê um toque diferenciado. O comprador pode optar pela boa transmissão manual de cinco marchas, de engates suaves e precisos, ou pelo câmbio automatizado I-Motion, comodidade indisponível no CrossFox. O motor é o conhecido EA-111 1.6 VHT flex, que gera 104 cv com etanol e 101 cv com gasolina.
Segundo números fornecidos pela VW, o Gol Rallye acelera de 0 a 100 km/h em 10,3 segundos e atinge a velocidade máxima de 182 km/h, sempre com etanol. Se o combustível for a gasolina, as marcas sobem para 10,6 segundos e 180 km/h, respectivamente. Com o câmbio I-Motion, o Gol parte da imobilidade e chega aos 100 km/h em 10,8 segundos com álcool e 11,1 segundos com gasolina. A velocidade máxima é a mesma da versão manual.
O Gol Rallye oferece, de série, itens como direção hidráulica, rodas de liga leve de 15 polegadas, abertura elétrica do porta-malas, trio elétrico, sensor de estacionamento traseiro, coluna de direção regulável em altura e profundidade e computador de bordo. A versão Rallye I-Motion adiciona computador de bordo com sete funções e, claro, a transmissão automatizada de cinco velocidades.
A lista de opcionais inclui ar-condicionado, freios com sistema anti-travamento (ABS), rádio CD Player com reprodução de arquivos em MP3, entrada auxiliar USB e entrada para cartão de memória SD Card e airbag duplo. O Gol Rallye sai por 40.370 reais, enquanto que a versão I-Motion poderá ser comprada por 43.030 reais.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Nissan Tiida Sedan








Em 2008, o público que visitou o Salão do Automóvel pode ver de perto o Tiida Sedan no estande da... Dodge. Na época, a marca norte-americana tinha uma parceria com a Nissan e anunciou que o sedã chegaria em 2009, rebatizado como Dodge Trazo C. A promessa não se concretizou, mas quem gostou do carro poderá, enfim, comprá-lo.

O Tiida Sedan vem ao país para, segundo a Nissan, buscar seu espaço entre alguns sedãs médios – como o Peugeot 307 Sedan – e as versões mais luxuosas dos sedãs compactos, entre eles o Volkswagen Polo Sedan e o Peugeot 207 Passion.

Fabricado na planta mexicana de Aguascalientes, no México, o Tiida Sedan será oferecido em versão única, com motor 1.8 16V flex – o mesmo utilizado no Tiida hatch e na Livina, com 126 cv a álcool e 125 cv com gasolina – e três anos de garantia.

Entre os itens de série, o sedã terá ar-condicionado, computador de bordo, rádio CD Player com reprodução de arquivos em MP3, display em LCD que exibe informações do rádio, entrada auxiliar para iPod, alarme com acionamento por controle remoto, imobilizador do motor e trio elétrico. O porta-malas tem capacidade de 467 litros e a transmissão é manual de seis marchas.

A Nissan oferece também uma linha de acessórios para o carro, que poderão ser instalados na rede de concessionárias. Entre os itens disponíveis, destacam-se rodas de liga leve de 15 polegadas, jogos de tapetes e navegador GPS. O preço do Tiida Sedan é de 44.500 reais, sem opcionais.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...