quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Fielder x 307 SW x Mégane Grand Tour: Terceiro lugar

Peugeot 307 SW

A 307 perdeu para o Grand Tour e para a Toyota.

Hoje ainda é mais cara, apesar de a Peugeot ter feito uma redução em seu preço: são 79 850 reais pela perua, cerca de 9 000 reais a mais que as rivais. É uma quantia razoável, mas vale lembrar que o público desses carros pode se permitir alguns luxos. De fábrica, a 307 é a mais equipada. Se o teto de vidro é mais estético que funcional, os airbags laterais e de cabeça e o ar-condicionado digital, com regulagem independente para motorista e passageiro, são argumentos práticos. Some-se a isso a fileira de bancos traseiros, que são individuais e removíveis - Mégane e Fielder têm o banco traseiro bipartido.
Seu seguro, que está na casa dos 4 000 reais, fica no mesmo patamar do da Fielder, assim como as peças de reparação (o carro é importado, mas divide diversos componentes com o 307 argentino).
Como em qualquer carro de família, porta-malas e conforto contam ponto. A 307 SW leva 562 litros, contra 520 da Mégane e apenas 411 da Toyota. Em relação à Renault, a diferença é inexpressiva. Comparada à Fielder, entretanto, isso significa uma mala de más proporções. Os passageiros da 307 usufruem do melhor espaço interno. O entreeixos de 2,7 metros é o campeão do comparativo: são 10 centímetros a mais que a Fielder e 1 a mais que a Mégane. O acabamento também agrada - nesse aspecto, as três se equivalem. Mas a sensação no interior de uma 307 é de um carro mais refinado, resultado de detalhes cromados nos aros dos mostradores, nas maçanetas internas e na base da alavanca de câmbio. Mas ela não é perfeita. Das três, tem acerto de suspensão um pouco mais duro, dando mais firmeza ao conjunto, mas trazendo batidas secas quando o motorista desavisado pega um buraco.

307 SW - R$ 79 850

SUSPENSÃO
O acerto mais firme de molas e amortecedores agrada em asfalto liso. Mas batidas secas em piso irregular doem no coração.
Avaliação: XXX

AO VOLANTE
Direção direta, câmbio seqüencial e comandos bem posicionados. O interior agrada pelos apliques cromados.
Avaliação: XXXX

CARROCERIA A 307 tem linhas cativantes. O teto de vidro traz luz natural ao interior e não afeta a rigidez torcional da carroceria.
Avaliação: XXXX

MOTOR E CÂMBIO
O conjunto se comportou bem na pista de testes e no trânsito. O câmbio seqüencial ganhou atualização no software.
Avaliação: XXXX

MERCADO
É importada e mais cara. Mas o preço das peças de reposição (que são as mesmas do 307 argentino) está na média do das rivais, assim como o seguro.
Avaliação: XXX

Total: 18 pontos

Notas:
X = Péssimo
XX = Ruim
XXX = Bom
XXXX = Muito Bom
XXXXX = Excelente

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...