sábado, 17 de julho de 2010

GT2 RS, a revanche

No ano passado, a Porsche não engoliu ter de assistir, na sua própria casa, ao Nissan GT-R pulverizar os tempos de seus carros no autódromo de Nürburgring . A marca se desbruçou nas pranchetas e agora apresenta o 911 mais forte da história da marca alemã: o GT2 RS . São 620 cv despejados nas rodas traseiras, graças ao motor boxer de 3,6 litros, seis cilindros, biturbo. E o câmbio, como manda a cartilha, é manual, de seis velocidades. É mais potência que a encontrada no Porsche Carrera GT.
Além do poder da cavalaria, o 911 GT2 RS perdeu 70kg em relação ao já leve GT2 e usa laterais de porta e bancos de fibra de carbono, entre, outros requintes, para chegar aos 1.370kg - o 911 Turbo pesa 1.595kg -, o que promove uma relação peso/potência de 2.2kg/cv, ante 3,1kg/cv do Turbo.
A marca diz que o GT2 RS faz a prova dos 0 a 100 km/h em 3,5 segundos, um valor superior aos 3,4 segundos que ela anuncia para o Turbo. Mas vale lembrar que a versão mais pesada e menos potente tem tração integral. O troco aparece no velocímetro: enquanto o Turbo estabiliza a 312 km/h, o GT2 RS ainda guarda fôlego para chegar aos 330 km/h - isso em apenas 29 segundos...
O valor base das 500 unidades do GT2 RS, na Europa, será de 199.500 euros. Como opcionais há santantônio - que o deixa apto a participar de competições -, cinto de segurança de seis pontos e preparação para a instalação de chave geral, igual a bólidos de pista. Para quem não quiser explorar o lado mais selvagem - e divertido - do GT2 RS, há amenidades como bancos elétricos e sistema de som com navegador integrado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...