quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Saveiro Turbo 92 que vi na rua

Por fora, essa Saveiro 92 nem parece preparada. Com a traseira alta é até mesmo meio careta, ficando mais para off-road do que para pistas. Mas espere: Não se deixe enganar pelas aparências, pois debaixo do capô está um AP 1.9 que chega a quase 500 cv, suficientes para competir na arrancada em SP, na categoria Turbo Light.
O motor dessa Saveiro foi feito na MR Preparações, em São Caetano do Sul. O comando de válvulas escolhido pelo preparador tem 306 graus, o que deixa a marcha-lenta um tanto instável para uso normal do veículo, e foi feito a partir de um eixo bruto. Os tuchos são mecânicos, como convém a um carro que compete em arrancadas.
O cabeçote foi trabalhado, teve o fluxo otimizado e foram adotadas válvulas maiores (40 mm x 38 mm), para melhorar o fluxo dos gases não queimados e queimados. A junta agora é de ferro, mais resistente,principalmente levando em conta que a taxa de compressão agora está em 13:1. Os pistões (cavados) e bielas são de lasa e a Saveiro roda com uma mistura de metanol e álcool, na base de 50% de cada um.
O turbo é da Master Power, tipo pulsativo, com .70 (parte fria)X. 73 (interno), sendo que o rotor foi retrabalhado pela Turbo Anhanguera. A pressão de trabalho atualmente está calibrada para 1,8 kg direto, mas a ideia já é usar 2,8 kg, com booster. A alimentação é feita por meio de carburador, um Solex 3E 30/34, que era usado no extinto Gol Gts.
Não poderiam faltar as válvulas blow-off e de prioridade, além de uma bobina Pro master da Mallory.
Por dentro, sem novidades: apenas um volante do GTI ''bola'', manômetros do turbo, do combustível e um providencial G-Tech à frente do piloto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...