sábado, 29 de agosto de 2009

1899 - Fiat (Fabrica Italiana di Automobili Torino)


Fabbrica Italiana Automobili Torino (popularmente conhecida pelo seu acrónimo FIAT) é um conglomerado empresarial fabricante de automóveis, sediado em Turim, norte da Itália.
5oo
124
128
147
Prêmio
Tipo
Uno(Mille)
Tempra
Fiorino
Barchetta
Palio
Siena
Doblô
Idea
Mille
Strada
Brava
Marea
Bravo
Ducato
Punto
Linea

1939 - Volkswagen








A Volkswagen (pronuncia-se "folks váguen", traduzido: "carro do povo"), ou simplesmente Volks (pronuncia-se "folks", traduzido: "do povo"), é uma das maiores fabricantes de automóveis do mundo, com sede mundial na cidade de Wolfsburg, Alemanha. Veja alguns carros:
Fusca
Golf
Passat (Sedan e Wagon)
Apollo
Logus
Pointer
Gol
Caravelle
Voyage
Polo
Vento
Sirocco
Santana
Quantum
Chico
Corrado
Taro
Saveiro
Microbus
Jetta
Fox
CrossFox
SpaceFox
Rabbit
Boxer
Karmann Ghia
Brasilia
TL
Zé do Caixão

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

1903 - Ford Motor Company

Ford Motor Company é uma produtora de automóveis americana, uma das maiores do mundo, fundada em 1903, por Henry Ford. Sediada em Dearborn, subúrbio de Detroit, no estado de Michigan nos Estados Unidos, é constituída pelas marcas Ford, Volvo Cars, Lincoln, Mercury, e recentemente a Troller, montadora de veículos off-road do estado do Ceará. Atualmente o Presidente ("Chairman") da empresa é o bisneto de Henry Ford, William Ford Jr.
Model A
Model T
1932 Sedan Delivery
Mustang
Hot Rod
Taurus
Verona
Versailles
Fiesta
F-250
F-150
Ka
Focus
Ecosport
Escape
Edge
Ranger
Scorpio
Kuga
Shelby
Capri
Del Rey
Mondeo
Transit
Granada
Anglia
Fusion
Belina
Escort
Courier

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Saveiro Turbo 92 que vi na rua

Por fora, essa Saveiro 92 nem parece preparada. Com a traseira alta é até mesmo meio careta, ficando mais para off-road do que para pistas. Mas espere: Não se deixe enganar pelas aparências, pois debaixo do capô está um AP 1.9 que chega a quase 500 cv, suficientes para competir na arrancada em SP, na categoria Turbo Light.
O motor dessa Saveiro foi feito na MR Preparações, em São Caetano do Sul. O comando de válvulas escolhido pelo preparador tem 306 graus, o que deixa a marcha-lenta um tanto instável para uso normal do veículo, e foi feito a partir de um eixo bruto. Os tuchos são mecânicos, como convém a um carro que compete em arrancadas.
O cabeçote foi trabalhado, teve o fluxo otimizado e foram adotadas válvulas maiores (40 mm x 38 mm), para melhorar o fluxo dos gases não queimados e queimados. A junta agora é de ferro, mais resistente,principalmente levando em conta que a taxa de compressão agora está em 13:1. Os pistões (cavados) e bielas são de lasa e a Saveiro roda com uma mistura de metanol e álcool, na base de 50% de cada um.
O turbo é da Master Power, tipo pulsativo, com .70 (parte fria)X. 73 (interno), sendo que o rotor foi retrabalhado pela Turbo Anhanguera. A pressão de trabalho atualmente está calibrada para 1,8 kg direto, mas a ideia já é usar 2,8 kg, com booster. A alimentação é feita por meio de carburador, um Solex 3E 30/34, que era usado no extinto Gol Gts.
Não poderiam faltar as válvulas blow-off e de prioridade, além de uma bobina Pro master da Mallory.
Por dentro, sem novidades: apenas um volante do GTI ''bola'', manômetros do turbo, do combustível e um providencial G-Tech à frente do piloto.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Construção de um Jetta

Aqui começa o projeto, tendo como base um Golf GTI zerado que teve a carroceria inteiramente recortada, para a retirada das colunas e das laterais traseiras. Até mesmo a chapa do teto foi retirada. Será que precisava de um Golf GTI zero km para isso???
Bom, isso é o que sobrou do Golf e que simplesmente foi jogado no lixo, Este carro,um Bora também zero km, serviu como a base para a montagem do cupê, sendo igualmente desmontado para o corte e remoção de partes da carroceria e colunas. Alguns desses componentes também acabaram no lixo. As colunas do Golf foram adaptadas no Bora, assim como as estruturas que fazem parte das laterais traseiras.
As chapas externas das laterais traseiras foram adaptadas com o uso de chapas de papelão e plástico como gabaritos das janelas e das colunas traseiras. Quando a parte externa foi definida... Foi a vez de ajustar a parte interna da carroceria, com a soldagem da base da janela. Na lateral direita o trabalho foi ainda mais complicado, por causa do bocal do tanque.
Repare na diferença da coluna traseira com a adaptação terminada e as chapas ponteadas. Começa a finalização do processo de funilaria que teve o uso exclusivo de chapas de aço e nada de massa plástica. A lateral direita ficou perfeita e a funilaria também foi finalizada para que a pintura pudesse ser feita.
Aqui o Bora já está pintado e pronto para a montagem, com total ausência de vestígios do extenso trabalho que foi executado. Uma vez pronto, o Bora recebeu rodas de aro 18 e faróis com lâmpadas de xenônio. Detalhe final: Tudo isso foi feito em apenas 10 semanas, do ínicio ao fim do processo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...