quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Líder mais uma vez



Fabbrica Italiana di Automobilli Torino FIAT, este é o nome da montadora Italiana que foi líder em vendas pela oitava vez.

A Fiat diz que isso foi apenas CORAGEM, mas olha os grandes títulos que a Fiat ganhou:


147 - Primeiro carro movido à álcool

Uno Mille - Primeiro carro com motor 1.0 no Mundo

Tipo - Primeiro carro nacional com Air Bag

Adventure - Criou a linha ORIGINAL ADVENTURE

Strada - Primeira pick-up com Cabine Estendida e Cabine Dupla
Site oficial da Fiat >> Clique Aqui

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Nova geração? Não, apenas uma evolução (Renault Kangoo 2 1.5 dCi)

Sempre que um fabricante de automóveis anuncia uma nova geração, desconfiamos: mudanças no formato de lanternas ou de faróis, por exemplo, são tratadas como tal. Tome-se o caso do Kangoo: a Renault adicionou o numeral 2 ao nome do carro e anunciou a novidade como ''nova geração''. Não é. Mas não há como negar que o modelo evoluiu. A novidade chegou ao Brasil há alguns meses.

Na dianteira, pára-choque, grade e faróis são novos, um esforço para fazer o Kangoo ficar parecido com o irmão europeu, este sim, de uma nova geração. Nas laterais, algumas versões receberam apliques nos pára-lamas. É só. As dimensões continuam as mesmas e a Renault manteve as portas laterais corrediças dos dois lados. O Fiat Doblô, principal concorrente do Kangoo, só tem porta corrediça do lado direito.

A posição de dirigir é elevada, mas a falta de regulagem de altura e de profundidade do volante incomoda. O Kangoo nasceu como furgão de carga para até 800 quilos de capacidade, mas foi transformado para transportar passageiros. Em ambas as configurações, a ergonomia é sofrível. Os botões dos vidros elétricos dianteiros estão na parte inferior das portas em local de difícil acesso e o comando da trava elétrica fica escondido atrás da alavanca de câmbio. O painel mudou, mas o sistema de som ganhou comando satélite na coluna de direção, o mesmo usado em alguns modelos da marca.

PÉ DIREITO
As portas corrediças facilitam o acesso à segunda fileira de bancos. Três adultos têm bom espaço para as pernas e o teto é tão alto que poderia ser chamado de pé-direito. A novidade é a terceira fileira com dois bancos: cada peça pesa 30 quilos e pode ser retirada. Sem elas, o porta-malas leva até 2.600 litros de carga. A estrutura é do tipo estádio: a terceira fileira é mais alta que a segunda e esta é mais alta que a primeira. A visão panorâmica é de série em todas as versões.
Na Argentina, o Kangoo recebeu o 1.5 diesel de 65 cv usado no Clio, no Logan e no Mégane, antes vinha com um ''vibrante" 1.9.
No Brasil, o modelo é oferecido em quatro versões de acabamento, todas com um motor 1.8 8V bicombustível, uma delas furgão de cada e outra com apelo off-road.
Site oficial da Renault >>Clique aqui

FICHA TÉCNICA:
---Preço: 20.180 dólares (na Argentina)
---Motor: Dianteiro, transversal, 4 cilindros em linha, 1.5 16V
---Potência: 65 cv (4.000 rpm)
---Torque: 16,4 mkgf (2.000 rpm)
---Transmissão: Manual, 5 velocidades, tração dianteira
---Suspensão: Independente nas 4 rodas, McPherson (D), braços arrastados (T)
---Freios: Discos ventilados (D), tambor (T)
---Rodas e pneus: 175/65 R14
---Dimensões (comprimento / entre-eixos / largura / altura): 4,01m / 2,60m / 1,67m / 1,86m
---Peso: 1,300 kg
---Porta-malas: 60 litros (2.600 litros sem a terceira fileira de assentos)
---Tanque: 52 litros

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Plástica sutil, para não correr riscos

O Nissan Murano já é outro carro lá fora. O crossover foi lançado no Japão e nos EUA(Estados Unidos da América) em 2003 e demorou três anos para desembarcar no País, ficou defasado. As alterações na carroceria estão mais para uma ligeira maquiagem corretiva que para uma cirurgia plástica. E a versão ainda vendida no Brasil é mais esperta que a atual, os acertos promovidos pela Nissan deixaram o Murano 2009 menos ágil nas respostas. Seja como for, a novidade será mostrada aos brasileiros nesse mês. Mexer em um desenho que foi considerado revolucionário era um desafio e tanto para o pessoal da Nissan. Talvez por isso, a marca preferiu não arriscar: a aparência geral do veículo e os volumes da carroceria foram mantidos. Na dianteira, faróis, grade e pára-choque são novos. Na traseira, apenas as lanternas foram trocadas. Por dentro, painel e volante são inéditos.
Embora já fosse hora de uma alteração, as novas linhas tiraram a ousadia do Murano original. A contrapartida é que o motor ficou mais potente: é o mesmo V6 3.5, agora com 265 cavalos, 20 cv a mais do que o antigo. A transmissão continua sendo a eficiente CVT, de trocas continuamente variável. Mais importante do que o fôlego extra, o novo Murano transmite sensação de solidez.
As dimensões externas foram mantidas, com exceção do comprimento, que aumentou 1 centímetro por conta dos novos pára-choques. O Nissan ficou bem mais silencioso em todas as velocidades, já que ganhou maior dose de revestimento acústico, o preço a pagar por isso é que o peso aumentou em 22 quilos.
Mas o (mínimo) aumento na massa não prejudica o desempenho. Ele acelerou de 0 a 100 km/h em 6,9 segundos, ou meio segundo mais rápido do que o anterior. O consumo urbano, 7,7 km/h, informado pela Nissan, nos pareceu otimista demais.
Apesar dos avanços, há alguns aspectos que deixam a desejar no Murano. Os freios a 110 km/h, o carro levou 54,2 metros para parar, enquanto a geração anterior precisava de 50,1 metros. Outro problema bastante perceptível é que as respostas não são tão precisas como no modelo anterior. O prazer ao dirigir perdeu pontos.

Site oficial da Nissan>> Clique aqui

--> FICHA TÉCNICA <--

---Preço: US$ 37.745 (nos EUA)
---Motor: Dianteiro, transversal, 3.5 V6 24V
---Potência: 265 cv (6.000 rpm)
---Torque: 34,2 mkgf (4.400 rpm)
---Transmissão: Automática, continuamente variável, tração 4x4
---Suspensão: Independente nas 4 rodas, McPherson (D), multilink (T)
---Freios: Discos ventilados (D/T)
---Rodas e pneus: 20x7,5J, 235/55 R20
---Dimensões (comprimento / entre-eixos / largura / altura): 4,78 m / 2,82 m / 1,88 m / 1,70 m
---Peso: 1.897 kg
---Porta-malas: 894 litros (até o teto)
---Tanque: 82 litros

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Renault Sandero StepWay

Chega o Sandero StepWay, é uma aposta da Renault em deixar seu novo caçula mais esportivo. Como sempre, aquele "motorzinho" 1.4.

domingo, 8 de novembro de 2009

XE-I, XL-I, SE-G e agora GLI.

XE-I, XL-I, SE-G e GLI, são todas as versões do mais popular da Japonesa Toyota, o Corolla que é um carro espetacular que a Toyota fez, e agora num modelo GLI, um dos melhores que existe.
Mas ainda estamos aguardando o lançamento do Corolla Fielder 2010 GLI, XL-I, XE-I ou SE-G!, por que com certeza a perua Fielder vai "bombar" com a cara nova e motor GLI.

Enquanto isso...
A Honda só está olhando o design do Corolla, por que Corolla e Civic são da categoria "sedan de luxo" e fazem uma luta boa, até por que!, a nova geração do Civic é uma cópia do novo Corolla, os faróis, a dianteira, e olha só as novas gerações!:

Toyota Corolla 1.6 GLI
Honda Civic 1.6 EX-I

Mas a Toyota confia que o GLI pode ser o novo líder de vendas.

i30 ou 130i?

Este é o Hyundai i30, lançado mês passado.

Este é o alemão 130i, rival do i30.

A Hyundai, pensou, pensou, pensou... E pensou! A Hyundai já tinha os modelos i10 e i20, e resolveu continuar a família "i". O Hyundai i30 foi lançado mês passado, inspirado em um alemão. O alemão é o veterano 130i. Os faróis traseiros dos dois carros são bem parecidos. A Hyundai quer vender, nesse ano, no mínimo 600 carros em todo o Brasil. Será que é demais? E o caro 130i? Veremos no final do ano, no ranking dos líderes de vendas.

O Hyundai i30 já está disponível na CAOA MOTORS!

sábado, 7 de novembro de 2009

Nota 500

A Fiat há anos atrás, nas décadas de 40 e 50, criou um carro chamado 500 (Cinquecento), que fez parte do filme infantil "Carros" da Disney Pixar, mas ele não veio ao Brasil.
Muitos anos depois, em 1995 foi a vez da 2a geração do Cinquecento, que também não veio para o Brasil, e agora, em 2009, mês 11, chegou ao Brasil o Fiat 500, motor 1.8, espaço 100%, air bag e tudo que você imaginar, quem ver este carro na rua, vai ficar hipnotizado com este carro 500% muito bom!!!

(o\_!_/o)

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Atari ENDURO - ActiVision - (PC e ATARI)

ENDURO
Quem não se lembra do ATARI e seu maravilhoso ENDURO? Um dos jogos de corrida que hipnotizava quem jogasse.
O videogame Atari apareceu no Brasil na década de 80, mas seu auge veio no final de 1983 e com ele, clássicos como o Enduro.
O jogo era uma corrida 2D com vários carros, bizonhamente parecidos com um Fórmula 1, em que se passava dias correndo (sem direito a pause).
Eram quase 300 carros que corriam em pistas com neve e até durante a noite com direito a neblina. Ao completar a corrida você recebia a bandeirada final e partia rumo a outro desafio. A parte mais emocionante do jogo era quando você completava a 5a bandeirada e recebia o troféu pela sua habilidade.

Matando a saudade
Para quem quer matar a saudade do Enduro, a Internet disponibiliza emuladores para Atari com muitos jogos (chamados de roms). Um dos melhores emuladores existentes é o StellaX, que pode ser encontrado em vários sites.

Ao completar a corrida você recebia a bandeirada final e partia rumo a outro desafio

Sites:

http://stella.sourceforge.net/ (emulador)
http://www.rom-world.com/ (emuladores e roms)

Citroën Xantia 1996 - 2.0 16V

Esse Xantia tem pintura de grife e toda sua transformação foi feita em apenas quatro dias, aberta ao público. Hoje ele pode ser visto pelas ruas da cidade, levando executivos aos aeroportos e em eventos tuning. Muitos acessórios, muito trabalho e inovação marcam o estilo deste carro, nascido para brilhar.

Transformação aberta em público

Um carro que já possui suspensão a ar de fábrica, praticamente "pede"pra que seja tunado, mudando sua cara e também sua utilidade. Seu proprietário, Ezequiel, presta consultoria comercial à Válsper Corporation e à House of Kolor, empresas fabricantes de tintas automotivas. Esse ano aconteceu o terceiro salão de preparação em pintura automotiva do Brasil, onde foi realizado ao vivo e aberto ao público, a transformação deste Xantia. O carro chegou ao salão ainda original e passo a passo foi ganhando nova cara, em quatro dias de muito trabalho, com aproximadamente 15 pessoas envolvidas diretamente. Foram necessárias várias parcerias entre empresas do ramo para viabilização do projeto, como a Corzus, Wagcar, DGR, X-Race e Razar. A Válsper foi uma das patrocinadoras do evento e teve o desafio de pintar 40 carros, durante a feira.
A linha de pintura utilizada no carro foi a House of Kolor, considerada mundialmente como grife. Para completar, o projeto foi assinado por Fábio Haben. Você deve ter lembrado do Overhaulin, pois é, a ideia é bem parecida com a do programa do Discovery Channel, mas neste caso a montagem foi feita com presença do público. Toda a história da transformação deste carro virou um DVD de 40 min.

Toques especialíssimos
Na pintura foram utilizadas cinco técnicas diferentes, a marmorização, o efeito camaleão com cinco tonalidades, flakes ultra graúdos, kenji, além do cifrão ($)de dólar em efeito fantasma. Na parte superior, existe uma sobreposição de cores, começando com uma camada prata de fundo. As faixas são em pérola laranja. Um aspecto interessante é o fato de não ter sido necessária a modificação da cor no documento, pois a cor predominante é o verde, conforme o original.
O carro era de uso pessoal de Ezequiel e passou a ser usado para exposição na empresa dele, além de transportar os executivos que visitam sua sede, uma ótima maneira de reforçar o marketing da House of Kolor e tem trazido resultados fantásticos na divulgação. O som também tem um toque especial, pois segundo o dono, só existem dois aparelhos iguais a este no Brasil.

Pensando no Futuro
Já existe um projeto da Bravox com a Corzus, para o up grade da sonzera. A X-Race também vem desenvolvendoum volante exclusivo para ele. O carro chama tanta atenção que uma vez ao levarem uma pessoa ao aeroporto, onde não é permitido estacionar, os guardas se aproximaram, viram ele estacionando em local proibido e ficaram admirando, sem multá-lo. Em breve o motor receberá nova potência, será responsabilidade da MotorAction, que em 15 dias irá envenená-lo, usando turbo e nitro. Haverá também aerografia, feita por grafiteiros na parte interna do capô, que também receberá iluminação, além da personalização do motor. Os próximos eventos de que o carro participará já será com sua versão nova. O revestimento interno também será personalizado, mas nada de fazer ao vivo, até o ano que vem pelo menos.

Detalhes desse tuning
O tuningé de primeira, isso fica bem claro na pintura exclusiva, feita na House of Kolor, com desenho artístico feito pelo Fábio, da Haben Paint Designer. A base é BC02 Prata Orion, os Flakes S15 Prateado, por cima o Kendy verde orgânico e na faixa lateral a base artística Marblizer e o Stripling Perla Laranja. A parte inferior é Verde Camaleão para Dourado e a finalização de todo o trabalho feita com o verniz poliuretano House of Kolor.

FICHA TÉCNICA:

Carro: Citroën Xantia
Proprietário: Ezequiel

MECÂNICA:
Motor 2.0 16V
Potência: 135cv a 5500rpm
Torque: 18,3m.kgf
Cilindrada: 1998
Peso: 1840kg

ALIMENTAÇÃO:
Alimentação: Injeção Multiponto
Combustível: Gasolina

TRANSMISSÃO:
Câmbio: automático

FREIOS:
Freios diant.: Discos ventilados ABS
Freios tras.: Tambor ABS

SUSPENSÃO/RODAS:
Suspensão: Hidropneumática Citroën
Rodas: Nova Performance Wheels aro 17
Pneus: Hankook 215/45/17

ACESSÓRIOS:
Body Kit Personal parts
Neon Nona Tuning
Ponteira de escape X-Race
Pintura House of Kolor
2 bancos concha DGR
Tapete de alumínio
Manoplas, soleiras e pedaleiras X-Race

SOM:
MP3 Player Panasonic 70W por canal
Módulo Corzus 800W RMS
Kit alto-falantes Bravox
Sub 15"Bravox

AGRADECIMENTOS:
Motor Action
Wagcar Som

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Melhor montadora escolhida por você!

Se você que costuma votar em enquetes, você viu que a última postagem á acabar foi a que perguntava: "Qual dessas montadoras é a melhor ?", e tinhas as seguintes montadoras:
Volkswagen (9 votos)
Fiat (5 votos)
Chevrolet (vencedora com 11 votos)
Ford (5 votos)
Kia (nenhum voto)
Toyota (2 votos)
Peugeot (1 voto)
Hyundai (2 votos).

E como vocês viram acima, a vencedora foi a Chevrolet com 11 votos, quase 50 %, mas por quê ela é a melhor?, por causa da tecnologia ?, dos carros ?, do motor ?, faremos duas enquetes que perguntarão:

1-Por que você acha que a Chevrolet é a melhor ?
2-Qual carro da Chevrolet é o melhor ?,

Então, vote nessas enquetes e nas outras também.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Toyota Corolla, a história

O Corolla é um modelo compacto da Toyota oferecido em versões sedan, hatchback e perua. Também é o modelo mais vendido da história, com produção nos cinco continentes e vendas totais superiores a 32 milhões de automóveis desde seu lançamento em 1966.Para ter uma idéia ,em média 1 Corolla é vendido a cada 40 segundos.
Em Portugal, a popularidade deste modelo aumentou significativamente com a introdução, em finais dos anos 80, do bloco 1.8 diesel, acoplado a uma caixa manual de 5 velocidades e que fez das versões comerciais veículos com alguma performance para a época mas, sobretudo, bastante fiáveis, os quais ainda encontramos em grande número nas nossas estradas de hoje.
Nesta época, encontramos ainda o célebre 1.6 GTI, o qual rivalizava em termos de eficácia dinâmica com o endeusado Peugeot 205 GTI.
Inicialmente no Brasil o Corolla começou a ser importado em 1993 na versão LE (que era fornecida para o mercado norte-americano), com um motor 1,8L 16v e 117cv.
Em 1994 foi iniciada a venda das versões DX e Wagon, onde a primeira tinha um motor 1,6L 16v e 106cv era notado um acabamento inferior, a seção entre as lanternas traseiras na cor cinza, calotas e a ausência de ABS e Cruise Control. As versões com câmbio automático não possuiam conta giros. Na versão Wagon era adicionado o motor 1,8 e ABS. Os modelos 1,8 tiveram a sua curva de torque priorizada e houve uma diminuição de potência, ficando com os mesmos 106cv da versão 1,6. O teto-solar era disponibilizado como opcional para os modelos LE.
Nos modelos 1996 as versões DX deixaram de ser importadas com a LE empobrecendo em acabamento e a retirada das rodas de liga como item de série, as lanternas traseiras passaram a ter os piscas na cor branca, a grande dianteira teve uma leve reestilização e o teto-solar deixou de ser disponibilizado.
Já em 1998 a versão européia passou a ser importada, chamada de GLi na versão sedã e XLi na versão perua, com um motor 1,6 16v e 107cv tinha um bom acabamento, mas o ABS deixava de ser oferecido, ficou pouco tempo no mercado, esses modelos apesar de confiáveis e confortáveis, tinham um estilo de gosto duvidoso, o que acabou por ocasionar sua forte desvalorização.
No fim de 1998 era iniciada a venda dos primeiros Corolla fabricados no Brasil, os quais eram parecidos com a versão japonesa, com o motor 1,8 de 116cv nas versões XLi, XEi e SE-G.
Diferenciavam entre si, em poucos equipamentos, diferentemente das versões posteriores.
Na XLi era notada a falta de conta giros e raros exemplares sem ar-condicionado, os retrovisores eram manuais e não havia a pintura das capas dos retrovisores e das maçanetas das portas e a régua que fica acima da placa e calotas.
A XEi possuia o conta-giros, A/C, e as peças do XLi que não eram pintadas, na cor do veículo.
A SE-G adicionava bancos e laterais em couro, ABS e rodas de liga-leve como itens de série.
Em 2001 houve um pequeno banho de loja onde a grade dianteira recebeu um aplique e uma faixa cromada nos pára-choques. Na parte interna o apoio de pé era adicionado junto aos pedais.
Em meados de 2002 foi lançada a 9° geração com bons equipamentos e fazendo um grande sucesso no público Brasileiro.
Em junho de 2007 foi lançado o Corolla flex, sendo a Toyota uma das últimas marcas a desenvolver o sistema de combustível duplo.

O Toyota Corolla XLi VVTi Flex é vendido no Brasil com motor flex que pode operar com gasolina E20-E25 ou álcool, ou qualquer mistura dos dois combustíveis.
O Corolla é considerado um carro muito econômico pelos especialistas, tendo um desempenho médio de 10km/l (cidade) e 15km/l (estrada) nas versões XEi, XLi e SE-G; variando de acordo com a localidade e com as versões automáticas, que consomem um pouco mais.
Líder do segmento entre 2002 a 2006, o Corolla perdeu essa colocação para o novo Honda Civic, lançado em 2006, e em Abril de 2008 a Toyota reagiu com a nova geração do Corolla. Mantendo um visual sóbrio, ao contrário de seu concorrente direto, o novo veículo apostou em equipamentos internos, tanto que um XE-i novo é mais completo que um Seg 2007 e um Honda Civic EXS (top de linha), custando 10 mil a menos que este. O SE-G novo ganhou um pacote de equipamentos comparável a veículos superiores (e preço também), e o Xli já vem bem equipado.
Pensando nos portadores de necessidades especiais, a Toyota disponibiliza sob encomenda o Corolla XLi aut 1.6, que com isenção total de impostos sai por R$ 44.000,00, tornando-se um excelente custo benefício.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

MINIDUB STYLE (Porsche Cayenne)

É bem verdadeiro o ditado: ''O que separa os homens de crianças é o tamanho de seus brinquedos''! A maior prova disso são esses minitunados, que trazem os acessórios idênticos aos de verdade. A iluminação dos néons e a sonzera funcionam mesmo, mostrando que não tem nada de brincadeira na montagem desses carrinhos.

Brincando de fazer arte
O trabalho desenvolvido nessa miniatura é responsabilidade do estudante Diogo de Oliveira, de 19 anos, dono da MiniSound em Goiânia. Há 5 anos ele compra as ''mini'' originais e aplica o tuning igual ao de um carro de verdade. A sua vontade em fazer uma sonzera num carro de verdade era tanta, que, estando sem condição de comprar um, resolveu fazê-lo em miniaturas. Hoje em dia ele as produz para venda e já conta com mais de 100 unidades espalhadas pelo Brasil e algumas no exterior. O investimento não é brincadeira, pois além do estoque de minipeças, são necassárias ferramentas específicas para a montagem.

Tudo é levado muito a sério
Seus projetos são inspirados em revistas estrangeiras e criações próprias. A matéria-prima utilizada é de primeira, com tintas da House of Kolors, além de uma linha própria com candys, flakes, camaleão, marmorizados, néons, entre outras.
Atualmente ele também tuna um carro de verdade, no centro automotivo de seu pai, e eles pretendem se especializar na área rapidamente. Sua família apóia bastante a investida. Anualmente ele participa de exposições específicas para as minis, além dos campeonatos promovidos pela 101% eventos.

Porsche Cayenne
Esta mini veio de São Paulo, para ser personalizada pela MiniSound, o trampo realizado nela foi:
-Pintura externa preto fosco;
-Alisamento das maçanetas;
-Néon externo vermelho;
-Rodas Spintek aro 22 cromo;
-Rebaixada (e continua andando normalmente) ;
Interior:
-Néon na cor vermelha;
-2 bancos concha;
-Nitro;
-12 subwoofers de 12'';
-12 falantes nas portas dianteiras de 6''
-Interior todo no floking branco;
-Tapetes de alumínio;
-2 telas de DVD;

A miniatura possui som de verdade, que funciona plugado a qualquer tipo de aparelho de som; foram necessários cerca de 2 meses para a realização deste trabalho.

sábado, 3 de outubro de 2009

Chevrolet S-10, a História


S-10 foi uma Pick-Up produzida nos Estados Unidos entre 1982 e 2004 e fabricada no Brasil de 1995 até atualmente. Ganhou o gosto popular, sendo a campeã de vendas de 1996 até 2005. Tem mecânica relativamente simples.

Anos e modificaçoes

  • 1995 - Início da produção da cabine simples nas versões Standard e Deluxe na única opção de motor à gasolina de quatro cilindros, o 2.2 EFI.
  • 1996 - Início da produção da cabine estendida (apenas S10 Deluxe) e dupla, a linha passa a contar com dois novos motores, o quatro cilindros 2.5 Maxion Turbo Diesel de 95 cavalos (apenas cabine dupla) e o 4.3 V6 Gasolina de 180 cavalos(apenas cabine estendida) disponível apenas na versão Deluxe.
  • 1997 - Os modelos passaram a utilizar 5 elementos de fixação em cada roda (anteriormente eram 6).
  • 1997 - Início de fabricação da S10 Cab. Simples Deluxe 4.3 V6 Gasolina, e estendida à diesel.
  • 1997 - Em outubro, chega as lojas a linha 98, e as modificações baseiam-se no motor à gasolina de quatro cilindros, que de EFI, torna-se 2.2 MPFI.
  • 1998 - Início da S10 Cab. Dupla Deluxe 4.3 V6 Gasolina.
  • 1998 - S10 Deluxe Champ 98 com motor 4.3 V6 Gasolina(cabine simples), e cor verde - Referência à Copa da França.
  • 1998 - Neste ano inicia a fabricação das S10 e Blazer, com tração 4x4, nos motores 2.5 Maxion Turbo Diesel(exceção, cabine estendida) e 4.3 V6 Gasolina.
  • 1998 - Último ano das S10 Deluxe e com o motor à gasolina de quatro cilindros 2.2 e da cabine estendida à diesel.
  • 1999 - Último de fabricação da cabine estendida e mudanças estéticas.
  • 1999 - Início de fabricação da S10 Cab. Dupla Deluxe Executive 4.3 V6 4x2 ou 4x4 (automática).
  • 2000 - Fim do motor 2.5 Maxion Turbo Diesel em virtude da chegada do motor 2.8 MWM Turbo Intercooler Diesel de 132 cavalos. Último ano dos modelos 4.3 V6 Gasolina com tração 4x4, e último ano da S10 Cab. Simples Deluxe 4.3 V6 Gasolina.
  • 2000 - S10 Barretos com motor 2.2 (cabine simples, série especial).
  • 2000 - Em dezembro é realizada a grande mudança em toda linha S10 e Blazer (linha 2001). Por esse motivo também é reavaliada a estratégia de vendas da S10 assim como suas versões, o motor à gasolina de quatro cilindros, passa de 2.2 (110 cavalos) para 2.4 (128 cavalos), apenas na versão Standard (cabine simples e dupla), e as versões Deluxe 2.8 Turbo Diesel 4x2 e 4x4 (apenas cabine dupla), assumem o posto de "top", já que as versões 4.3 V6 Gasolina 4x2, são temporiariamente, deixadas em "stand by".
  • 2001 - S10 Rodeio com motor 2.4 (cabine simples, série especial).
  • 2001 - Em abril o motor 4.3 V6 Gasolina 4x2, volta em cena nas versões Deluxe e Executive (apenas cabine dupla) , há também a opção de transmissão automática.
  • 2001 - Em dezembro encerra-se a produção da S10 Cab. Dupla 4.3 V6 Gasolina 4x2 (automática).
  • 2002 - Início de fabricação da S10 Cab. Dupla Executive 2.8 Turbo Diesel 4x4 (mecânica)
  • 2002 - S10 Sertões 2.8 Turbo Diesel 4x4 (cabine simples e dupla, série especial).
  • 2003 - É realizada pequenas mudanças estéticas, as versões continuam sendo as mesmas(Deluxe passa para DLX) de 2002, com exceção das S10 Sertões.
  • 2003 - Fim da S10 cabine simples à gasolina (agosto)
  • 2003 - As versões passam a ser montadas por pacotes com base na versão Standard (linha 2004, e opção de pacote DLX para os modelos 2.4). O painel perdeu o voltímetro e o manômetro em virtude de custos.
  • 2004 - Em setembro é lançada a linha 2005 nos seguintes motores e versões, 2.4 Gasolina 4x2 (Colina e Tornado, apenas cabine dupla) e 2.8 Turbo Diesel 4x2 e 4x4; Colina (cabine simples e dupla); Tornado (cabine dupla); Executive (cabine dupla).
  • 2005 - Mudanças na grade dianteira em formato de cruz, entrada de ar para refrigeração do motor. O motor 2.8 Turbodiesel ganhou gerenciamento eletrônico, três válvulas por cilindro e injeção por duto único (common-rail) de 132 cv passa a 140cv. A S10 traz também acelerador eletrônico e o sistema Track-Lock, um diferencial blocante (agosto). Início da S10 Cab. Dupla Advantage 2.4 Gasolina 4x2.
  • 2007 - Ganha o novo motor bi-combustível(PowerFlex), etanol e gasolina, 2.4 de 141/147cv, na versão Advantage.
  • 2008 - Nova restilização para a linha 2009 concentrada, principalmente, no capô, pára-lamas dianteiros e tampa traseira; Além disso a S10 cabine simples inicia a versão Advantage 2.4 Flexpower 4x2, e volta a ter a versão Executive à gasolina (cabine dupla, 2.4 Flexpower 4x2).

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Honda City


O sedan da Honda é produzido no Brasil em três versões (LX, EX e EXL) e foi projetado especialmente para ambiente urbano.

O desenho esportivo do modelo, evidenciado em seu perfil longilíneo, ressalta o conceito Arrowshot Form (forma de flecha sendo lançada).

O Honda City foi projetado seguindo o conceito Cool Lounge, que visa oferecer um ambiente agradável, mesmo sobre condições adversas (trânsito, calor intenso). Para isso foram aplicadas diversas soluções que privilegiam funcionalidade e ergonomia: coluna de direção ajustável em altura e profundidade, exclusivos bancos traseiros reclináveis, porta-malas com 506 litros de capacidade, sistema de ar-condicionado (automático digital nas versões EX e EXL), direção com assistência elétrica EPS (Electric Power Steering) e o áudio com MP3/WMA com sistema SVC (Speed Volume Control).

Desempenho com a nova geração de motores SOHC (Single Overhead Camshaft) i-VTEC (Intelligent Variable Valve Timing Electronic Control) 1.5l, dotado do sistema Honda Flex capaz de gerar até 116 cv de potência. Conta com transmissão manual de cinco velocidades de engates e precisos, transmissão automática de 5 velocidades com Shift Hold Control, além do câmbio Paddle Shift, exclusivo na versão EXL

Land Rover Defender 90' e Toyota Bandeirante 95
















A Land Rover Defender é como a Bandeirante mais esportiva e espaçosa, Bandeirante é o Jipe da Japonesa Toyota, nas fotos acima, aquele Jipe Verde é a Defender e o branco é a Bandeirante (Nova Land Cruiser), veja os dados:

Nome(s) Alternativo(s): Land Rover

Construtor: Land Rover

Produção: 1948-2010

Classe: Utilitário / Fora de Estrada

Tipo de Carroçaria: Alumínio

Layout: Pick-UP 90, 110, 130
Cabine Dupla, 110 2 e 4 portas
90 Station Wagon 2 portas
Motor = 200 e 300 TDI 2.5, TD5 2.5 e Daratorq 2.4.

Caixa de velocidades: 5 marchas LT77, R380 e 6 marchas.

Distância entre os eixos (mm): 90, 110 e 130 polegadas.

Consumo: 110 km/l

Modelos Similares: Toyota Bandeirante

E o Carro Branco é uma Toyota Bandeirante, modelo 1995 utilizado pelo IBGE, em sua agência de Sinop, Mato Grosso, veja os dados:

Nome(s) Alternativo(s): Toyota Land Cruiser ; Série J4 ; BJ (gíria em quase toda Europa).

Construtor: Toyota do Brasil

Produção: Maio de 1962-Novembro de 2001

Tipo de Carroçaria: Jipe Off-Road

Motor: Dianteiro, 4 cilindros em dia, diesel.

Então, qual deles é o melhor???
Agora eles só se vendem en lojas de Carros Usados ou de Carros Normais:

domingo, 27 de setembro de 2009

Fiat Premio CSL 2008??




Achamos um carro da Fiat que nem mesmo nós imaginávamos, ele era um pouco diferente da versão de 1988, mas era um CSL, estou falando do Fiat Premio 2008. Eh!, nas fotos vocês podem ver como ele é (para ampliar a foto clique nela), mas você deve estar se perguntando:

-Mas a Fiat não lançou o Premio 2008.



Claro que não, o proprietário deste carro deve ter apenas tunado ele, porque, se você reparar bem na foto do painel do carro, você vai ver que ele é um CSL modelo antigo, o volante explica tudo.





Kia - A evolução!!!


Eu não sei se você se lembra de quando a Kia não era uma marca popular, de quando ela só tinha o Besta, a van da Coreana, Bongo, A pequena carreta que só tinha a versão K-200, Sephia, o sedã que é irmão mais velho do atual Cerato, e a Sportage, que antes tinha motor 1.6 e que agora tem até 2.7! É o carro mais popular da Kia Motors.
Bem, isto é coisa do passado, por que agora a Kia tem muito mais carros, como: Sportage 2.7, Sorento, Bongo K-2000, Cerato, Opirus, Picanto, Sedano, Mohave, Carens, Soul, Sephia (dizem que terá uma versão 2.0 2011, será?).
Kia Motors disputava com a Asia Motors, sua irmã que não fez sucesso, saiu do mercado de forma rápida. Qual van era a melhor?, a Kia tinha o Besta e a Asia a Towner, mas o Besta tinha mais espaço do que a Towner.





Audi A4 Avant Tunado, (Hot PEPPER)

Audi já se tornou famosa pelas versões bravas que faz de suas caminhonetes. Quem não se lembra do Avant S6, da qual o piloto Ayrton Senna ganhou uma unidade, equipada com motor V8 4.2 de 280 cv? E a RS2, com 315 cv, que fechou com chave de ouro a produção da versão Avant baseada na carroceria do Audi 80? E a RS4, com 380 cv, que teve a mesma função quando a Avant baseada no A4 fabricado entre 95 e 2001 saiu de linha?
Bem, agora os caras da ABT superaram a própria Audi, que tem, na versão atual da Avant S4, 344 cv de potência. Denominada AS400, a versão tunada tem tração nas quatro rodas e o mesmo motor V6 2.7 biturbo da S4, porém chegando aos 400 cv, 56 cv a mais que o carro de fábrica, e atinge nada menos que 51 kgfm de torque. Com isso chega à máxima de 290 km/h e faz de 0 a 100 km/h em apenas 4,7 segundos, um décimo a menos que a RS4.
Além do motorzão, a AS400 tem um belo kit aerodinâmico da ABT, co pára-choques, saias laterais, aerofólio na tampa traseira e duas saídas duplas de escape. As suspensões foram retrabalhadas, assim como os freios, e as rodas são de aro 18. A ABT declara que apenas 25 unidades serão produzidas e que, se desejado, um kit com 450 cv vai ser oferecido como opcional, assim como as rodas SP1, de aro 19 e um sistema de freios ainda melhor. O preço, na Europa, é de aproximadamente R$ 340 mil.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Ford Verona, nunca será esquecido!!!


O Ford Verona, era um sedã derivado do Notchback Escort, que teve seu início de produção no final do ano de 1989 e produzido até 1996. Teve uma versão com duas portas que foi produzida até 1993 e a quatro a partir do mesmo ano.

Do modelo MK IV do Escort se derivou o Ford Verona, chegou ao mercado com duas opções de cilindrada, o CHT de 1,6 litros e o AP de 1,8 litros. Foi junto com seu irmão gêmeo o Volkswagen Apollo, o lançamento da Autolatina no Brasil, pois eles tinham pouquíssimas diferenças mecânicas entre si e poucas mudanças estéticas também. O Verona tinha uma característica mais conservadora em relaçao ao seu irmão "alemão", que em contrapartida vinha com um apelo mais esportivo. No seu tempo foi tido como o carro mais silencioso do mercado Brasileiro.

Em 92 (já como 93), o Escort vai para sua quinta geração, MK V, mas na verdade a terceira brasileira, e o Ford Verona segue a família Escort; igual ao Escort três volumes da europa (o Orion),com 4 portas, e traseira baixa, completamente ao contrário da geração anterior, não fez tanto sucesso como a anterior.
Em 96 o Escort ganha apenas a frente do Escort MK VI e continuando a traseira do MK V (apelidado, então, de MK V), o Verona segue junto com o Escort, produzido apenas em alguns meses desse ano e no final do ano (já como 97 e igual à Europa) ele dá lugar ao Escort Sedan, onde mais uma vez, a traseira pouco se alterou. Também chamado de MK VII (em alusão à geração do Escort 97: MK VII).
Fonte: Wikipedia

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

1900 - Engine Automobile Renault

A Renault S.A. (pronuncia-se Renô) Euronext: RNO é um fabricante francês de veículos fundada em 1898 por Louis Renault. Atualmente produz desde automóveis pequenos e médios, vans (furgões), ônibus (autocarros) e caminhões (camiões). É conhecida pelos protótipos que desenvolve, como o Renault 16 ou os monovolumes Twingo, Scénic e Espace. Atualmente é o fabricante de automóveis com os melhores resultados nos testes de colisão (crash tests) conduzidos pela EuroNCAP na Europa.

19
Dauphine
Gordini
Avantime
Clio
Duster
Espace
Express
Grand Scénic
H79
Kangoo
Koleos
Laguna
Logan
Magnum
Master
Minibus
Mégane
Nevada
Radiance
R19
Sandero
Scénic
Symbol
Traffic
Twingo
Vel Satis

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Volkswagen Gol, O carro da paixão pelo futebol!!!


O Gol surgiu a partir da necessidade de se criar um sucessor para o Fusca após a segunda metade dos anos 1970 para enfrentar outros veículos com projetos modernos como o Fiat 147 e o Chevette. Os veículos produzidos pela matríz européia não atendiam as necessidades do mercado brasileiro devido as condições de estradas e hábitos dos consumidores, exigindo assim, uma plataforma mais resistente. O departamento de engenharia da Volkswagen, localizada na Fabrica II, no bairro paulistano de Vila Carioca, passou a desenvolver o projeto desta plataforma com base no primeiro Polo, que fora, por sua vez, projetada na Alemanha, há alguns anos antes por Phillip Schmidt, que na ocasião, atuava na Volkswagen brasileira como diretor de Pesquisa e Desenvolvimento. O projeto BX se deu início em maio de 1976, após Schmidt vencer a resistencia da matriz alemã devido aos insucessos dos veículos brasileiros Tl e o SP-2, e retirou inspiração no cupê esportivo Scirocco, que por sua vez, fora baseado no VW Golf. O nome Gol veio da tendência em que a Volkswagen tinha de dar nomes aos veículos associados a esportes (Polo, Golf, Derby). Assim, este veículo adotou um nome baseado à paixão do brasileiro pelo futebol.

sábado, 19 de setembro de 2009

Fiat Uno 1983 - SUCESSO MUNDIAL

Fiat Uno é um automóvel fabricado pela italiana FIAT, apresentado pela primeira vez no Cabo Canaveral, Flórida (EUA), palco escolhido para apresentar à imprensa em 20 de janeiro de 1983 seu primeiro carro mundial, idealizado para substituir o 127 (147 no Brasil). Seu nome já não é mais usado no Brasil, tendo sido substituído pelo nome "Mille" em 1998, EXCETO na versão Furgão, que continua hoje (2007, Mod. 2008) como Uno Fire Flex (Furgão).

Eleito pela Revista Auto Esporte o Carro do Ano em 1985 e 1992.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

1908 - Chevrolet (General Motors)

Chevrolet é um fabricante de veículos motorizados americana,conhecida também pela abreviação "Chevy", é pertencente a uma das maiores marcas de automóveis do mundo, a General Motors (GM) juntamente com as europeias Opel e Vauxhall.

Opala
Pick-Up
Impala
Veraneio
Chevette
Corvette
Ipanema
Kadett
Corsa Pick-Up
Corsa
Montana
Blazer
S-10
TrailBlazer
Suburban
Avalanche
Monte Carlo
Classic
Astra
Meriva
Vectra
Celta
Prisma
Silverado
Grand Blazer
Zafira
Tracker
Omega
Agile
D-10
Volt

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Fiat Palio 99/00,Saiba os dados:



FICHA TÉCNICA:
Carro:Palio
Ano:99/00

MECÂNICA:
Motor: 1.0
Potência: 70 cv
Torque: 9,6 kgf.m
Filtro de ar esportivo
Abafador Jk

ALIMENTAÇÃO:
Injeção Multiponto chipado
Combustível: Álcool

TRANSMISSÃO:
Câmbio: Manual 5 marchas

SUSPENSÃO/FREIOS:
Suspensão: Molas Red Coil
Freios diant.: discos ventilados
Freios tras.: tambor

RODAS:
Rodas: Wheelmania aro 17
Pneus: Falken 205/40/17

ACESSÓRIOS:
Pára-choque dianteiro de Marea
Pára choque traseiro Personal Parts
Spoiller lateral Magic Tuning e acessórios
Pára-lamas alargados
Capo Bad Boy com saídas de ar do Kadett GSI
Retrovisor M3
Maçanetas alisadas
Lanternas laranja & vermalho
Tapetes de alumínio
Neon interno azul
Painel personalizado preto


SOM:
MP3 Player Sony Xplod
2 falantes originais 6''
2 falantes 6x9 Bomber Tuning
Módulo Xplod Sony 500 Watts
Subwoofer Bravox 12"

INSTRUMENTOS:
Hallmeter Orlan Rober

Chevrolet Celta 2001/2002, Saiba os dados:



FICHA TÉCNICA:
Carro:Celta
Ano:2001/2002

MECÂNICA:
Motor: 1.0 MPFI
Potência: 100 cv
Cilindrada: 1000
Coletor de escape: Binho

ALIMENTAÇÃO:
Injeção eletrônica com bicos retrabalhados
Combustível:Álcool
Dosador: HPI

IGNIÇÃO:
Velas: Mais frias

TRANSMISSÃO:
Embreagem: original

COMPRESSOR:
Turbina: T2 Biagio
Válvula de prioridade: Beep Turbo
Pressão do turbo: 0,7 kg

FREIOS:
diant: Original disco
tras.: Original tambor

SUSPENSÃO/RODAS:
Suspensão: Sistema de plataforma
Rodas: TSW Evo-R aro 16
Pneus: BS Colway 205/45/16

ACESSÓRIOS:
Capo personalizado prateado com presilha
Pára-choques Modificados Mazza Tuning
Spoiler lateral GM
Lanterna cristal
Aerofólio ''asa''
Film preto espelhado
Pinça e tambor prateado
Neon azul inteiro e externo
Tapete de alumínio
Painel personalizado com azul
Coluna de instrumentos

SOM:
Pioneer Mp3
6 alto falantes Pioneer
2 subwoofers Selenion 12"
2 amplificadores Aquarius
DVD Boss
PlayStation 1
Tela action com divisor de canal

INSTRUMENTOS:
Manômetro de pressão do óleo e turbo, termometro da água, voltímetro, hallmeter e conta-giros analógico e digital com shift-light.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

1850 - Peugeot (PSA Peugeot Citroën)


Peugeot é uma marca francesa, produtora de carros, pertencente ao Grupo PSA Peugeot Citröen.

O maior sucesso da Peugeot no mundo foi o Peugeot 206, estando entre os carros mais vendidos da história. No Brasil chegou várias vezes a aparecer entre os 10 mais vendidos no ranking da Anfavea.

105
106
107
205
206
207
306
307
308
309
405
406
407
408
504
505
506
605
606
607
608
609
707
806
807
905
906
907
908
909
Partner
Boxer

sábado, 29 de agosto de 2009

1899 - Fiat (Fabrica Italiana di Automobili Torino)


Fabbrica Italiana Automobili Torino (popularmente conhecida pelo seu acrónimo FIAT) é um conglomerado empresarial fabricante de automóveis, sediado em Turim, norte da Itália.
5oo
124
128
147
Prêmio
Tipo
Uno(Mille)
Tempra
Fiorino
Barchetta
Palio
Siena
Doblô
Idea
Mille
Strada
Brava
Marea
Bravo
Ducato
Punto
Linea

1939 - Volkswagen








A Volkswagen (pronuncia-se "folks váguen", traduzido: "carro do povo"), ou simplesmente Volks (pronuncia-se "folks", traduzido: "do povo"), é uma das maiores fabricantes de automóveis do mundo, com sede mundial na cidade de Wolfsburg, Alemanha. Veja alguns carros:
Fusca
Golf
Passat (Sedan e Wagon)
Apollo
Logus
Pointer
Gol
Caravelle
Voyage
Polo
Vento
Sirocco
Santana
Quantum
Chico
Corrado
Taro
Saveiro
Microbus
Jetta
Fox
CrossFox
SpaceFox
Rabbit
Boxer
Karmann Ghia
Brasilia
TL
Zé do Caixão

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

1903 - Ford Motor Company

Ford Motor Company é uma produtora de automóveis americana, uma das maiores do mundo, fundada em 1903, por Henry Ford. Sediada em Dearborn, subúrbio de Detroit, no estado de Michigan nos Estados Unidos, é constituída pelas marcas Ford, Volvo Cars, Lincoln, Mercury, e recentemente a Troller, montadora de veículos off-road do estado do Ceará. Atualmente o Presidente ("Chairman") da empresa é o bisneto de Henry Ford, William Ford Jr.
Model A
Model T
1932 Sedan Delivery
Mustang
Hot Rod
Taurus
Verona
Versailles
Fiesta
F-250
F-150
Ka
Focus
Ecosport
Escape
Edge
Ranger
Scorpio
Kuga
Shelby
Capri
Del Rey
Mondeo
Transit
Granada
Anglia
Fusion
Belina
Escort
Courier

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Saveiro Turbo 92 que vi na rua

Por fora, essa Saveiro 92 nem parece preparada. Com a traseira alta é até mesmo meio careta, ficando mais para off-road do que para pistas. Mas espere: Não se deixe enganar pelas aparências, pois debaixo do capô está um AP 1.9 que chega a quase 500 cv, suficientes para competir na arrancada em SP, na categoria Turbo Light.
O motor dessa Saveiro foi feito na MR Preparações, em São Caetano do Sul. O comando de válvulas escolhido pelo preparador tem 306 graus, o que deixa a marcha-lenta um tanto instável para uso normal do veículo, e foi feito a partir de um eixo bruto. Os tuchos são mecânicos, como convém a um carro que compete em arrancadas.
O cabeçote foi trabalhado, teve o fluxo otimizado e foram adotadas válvulas maiores (40 mm x 38 mm), para melhorar o fluxo dos gases não queimados e queimados. A junta agora é de ferro, mais resistente,principalmente levando em conta que a taxa de compressão agora está em 13:1. Os pistões (cavados) e bielas são de lasa e a Saveiro roda com uma mistura de metanol e álcool, na base de 50% de cada um.
O turbo é da Master Power, tipo pulsativo, com .70 (parte fria)X. 73 (interno), sendo que o rotor foi retrabalhado pela Turbo Anhanguera. A pressão de trabalho atualmente está calibrada para 1,8 kg direto, mas a ideia já é usar 2,8 kg, com booster. A alimentação é feita por meio de carburador, um Solex 3E 30/34, que era usado no extinto Gol Gts.
Não poderiam faltar as válvulas blow-off e de prioridade, além de uma bobina Pro master da Mallory.
Por dentro, sem novidades: apenas um volante do GTI ''bola'', manômetros do turbo, do combustível e um providencial G-Tech à frente do piloto.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Construção de um Jetta

Aqui começa o projeto, tendo como base um Golf GTI zerado que teve a carroceria inteiramente recortada, para a retirada das colunas e das laterais traseiras. Até mesmo a chapa do teto foi retirada. Será que precisava de um Golf GTI zero km para isso???
Bom, isso é o que sobrou do Golf e que simplesmente foi jogado no lixo, Este carro,um Bora também zero km, serviu como a base para a montagem do cupê, sendo igualmente desmontado para o corte e remoção de partes da carroceria e colunas. Alguns desses componentes também acabaram no lixo. As colunas do Golf foram adaptadas no Bora, assim como as estruturas que fazem parte das laterais traseiras.
As chapas externas das laterais traseiras foram adaptadas com o uso de chapas de papelão e plástico como gabaritos das janelas e das colunas traseiras. Quando a parte externa foi definida... Foi a vez de ajustar a parte interna da carroceria, com a soldagem da base da janela. Na lateral direita o trabalho foi ainda mais complicado, por causa do bocal do tanque.
Repare na diferença da coluna traseira com a adaptação terminada e as chapas ponteadas. Começa a finalização do processo de funilaria que teve o uso exclusivo de chapas de aço e nada de massa plástica. A lateral direita ficou perfeita e a funilaria também foi finalizada para que a pintura pudesse ser feita.
Aqui o Bora já está pintado e pronto para a montagem, com total ausência de vestígios do extenso trabalho que foi executado. Uma vez pronto, o Bora recebeu rodas de aro 18 e faróis com lâmpadas de xenônio. Detalhe final: Tudo isso foi feito em apenas 10 semanas, do ínicio ao fim do processo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...